Anderson Silva - Foto: reprodução / R7
Anderson Silva – Foto: reprodução / R7

A volta de Anderson Silva não foi exatamente com o show que os fãs esperavam, mas deu vitória para o ex-campeão dos médios do UFC depois de 13 meses longe do octógono por conta de uma fratura na perna esquerda.

Em uma arena lotada em Las Vegas, o astro Anderson Silva começou sendo provocado, e muito, pelo sempre polêmico Nick Diaz, mas não caiu na onda do americano. O brasileiro aos poucos foi medindo a distância e foi soltando os golpes, e fez com que o adversário parasse com a brincadeira e acertando os socos no ex-campeão do UFC no final do primeiro round.

O segundo assalto começou com os adversários se estudando, cautelosos. Diaz em certo ponto abusou dos chutes na coxa direita do Spider. Os lutadores tentaram somar pontos acertando combinações. O terceiro round também foi marcado pela estratégia dos ateltas, sendo os golpes mais contundetes de Anderson Silva, que estava sem medo de soltar a perna esquerda.
Percebendo a vantagem conquistada nos rounds anteriores, Anderson Silva apostava nos contra-golpes para surpreender o rival a partir do quarto assalto, e Diaz aproveitou a espera do brasileiro para tentar golpes mais ousados, com em uma sequência de cotoveladas em um clinche.

Leia também:  José Aldo terá a revanche pelo cinturão contra o atual campeão Max Holloway

O último e decisivo round foi parecido com os outros rounds. Anderson esperava para lançar seus golpes mais contundentes em contra-golpes, enquanto Diaz não fazia muito para correr atrás do prejuízo sofrido em todo o duelo.

O brasileiro venceu o duelo por decisão unânime dos jurados e se deitou no octógono emocionado com a vitória sobre o americano após o trauma sofrido há mais de um ano.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.