O trecho da BR-163, em Itaúba (1.31 Km de Rondonópolis) que estava bloqueado por indígenas das etnias Terena e Maben-Grokê foi liberado após a chegada de agentes da Força Nacional de Segurança, na manhã desta quarta-feira (04). A rodovia estava interditada desde sexta-feira (30).

indioOs índios protestavam por melhores condições de saúde, além de remédios e da demissão da coordenadora da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), de Colíder (789 km de Rondonópolis), Sanna Rochelle Aparecida Silva Sarmento, que atende as etnias daquela região.

O Ministério da Justiça havia autorizado o uso da Força Nacional de Segurança, pois os indígenas disseram que só iriam liberar a rodovia depois que a coordenadora fosse exonerada do cargo. No entanto, o governo federal se recusou a exonerar a coordenadora a pedido dos índios.

Leia também:  Termo de Cooperação para implantar Núcleo de Mediação Escolar será assinado nesta segunda

Durante os dias de interdição, filas quilométricas se formaram no trecho do km 943. Os indígenas também atearam fogo em pneus e colocaram galhos de árvores na via para impedir a aproximação de condutores.

O cacique da tribo, Wantuil Maben-Grokrê, disse que a situação das comunidades no que diz respeito à saúde é caótica. “Ontem duas pessoas morreram nas aldeias por falta de remédios”, afirmou em entrevista à um veículo de comunicação do estado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.