O trecho da BR-163, em Itaúba (1.31 Km de Rondonópolis) que estava bloqueado por indígenas das etnias Terena e Maben-Grokê foi liberado após a chegada de agentes da Força Nacional de Segurança, na manhã desta quarta-feira (04). A rodovia estava interditada desde sexta-feira (30).

indioOs índios protestavam por melhores condições de saúde, além de remédios e da demissão da coordenadora da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), de Colíder (789 km de Rondonópolis), Sanna Rochelle Aparecida Silva Sarmento, que atende as etnias daquela região.

O Ministério da Justiça havia autorizado o uso da Força Nacional de Segurança, pois os indígenas disseram que só iriam liberar a rodovia depois que a coordenadora fosse exonerada do cargo. No entanto, o governo federal se recusou a exonerar a coordenadora a pedido dos índios.

Leia também:  MPE pede e Justiça condena ex-vereador e ex-secretário de Saúde de Curvelândia

Durante os dias de interdição, filas quilométricas se formaram no trecho do km 943. Os indígenas também atearam fogo em pneus e colocaram galhos de árvores na via para impedir a aproximação de condutores.

O cacique da tribo, Wantuil Maben-Grokrê, disse que a situação das comunidades no que diz respeito à saúde é caótica. “Ontem duas pessoas morreram nas aldeias por falta de remédios”, afirmou em entrevista à um veículo de comunicação do estado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.