pés chuléMicose é uma infecção causada por fungos que deve ser tratada com cuidados médicos. O surgimento de micoses, principalmente durante o verão, é muito comum.

De acordo com a bioquímica e diretora da Linha Confirme de autotestes para diabetes, Carolina Ynterian, a micose “pode acontecer quando o pé está machucado e a unha um pouco levantada, pois isso facilita a entrada de micro-organismos”.

Confira dicas para prevenir micoses:

  1. Principalmente no verão, use sapatos arejados.
  2. Mantenha as unhas dos pés aparadas, para facilitar a oxigenação do local
  3. Seque bem os pés depois do banho, principalmente entre os dedos
  4. Fique atenta aos hábitos de higiene de manicure e pedicure: só faça as unhas em um lugar que esterilize os materiais e abra-os na sua frente
  5. Fique sempre de olho para encontrar focos de infecção por fungos ainda no começo. Nessa etapa, o tratamento é mais simples.
  6. De vez em quando, deixe as unhas sem esmalte. Segundo a bioquímica Carolina Ynterian, esmaltes dificultam a observação e o tratamento da micose.
  7. Faça rodízio de sapatos: não usar o mesmo par por dois dias seguidos e deixar um em ambiente arejado enquanto utiliza o outro é recomendável.
  8. Micose pode surgir em outras partes do corpo. Secar as dobras da pele, por exemplo na virilha e embaixo dos seios nas mulheres, é uma medida essencial para evitá-las.
Leia também:  Novo teste pode ajudar a descobrir se bebê será prematuro

Mas mesmo sem qualquer machucado, um ambiente de calor e umidade é bastante propício para o surgimento da infecção de pele, explica Daniela Lemes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Os tipos de micose mais comuns aparecem, normalmente, nas unhas e dedos dos pés, mas existem outras variações, como a condição conhecida como pano branco, que pode surgir nas costas e couro cabeludo. Tem ainda a candidíase, típica das dobras do corpo.

Carolina ressalta que diabéticos têm maior pré-disposição para contrair qualquer tipo de infecção, inclusive a causada por fungos, e completa: “Problemas nos pés dos diabéticos são mais graves do que o de outras pessoas”.

pésTratamento

Ao perceber que possui qualquer tipo de micose, o ideal é procurar um dermatologista. O tratamento pode ser tópico, que é a aplicação de pomadas ou líquidos na região da lesão. Em casos mais graves pode ser exigido tratamento via oral.

Leia também:  Sáude | Queimadas deixa o clima mais seco em Rondonópolis

“Se não tratar a micose, ela causa muito mal-estar, odor, descamação e coceira. Além de cada vez alastrar mais e o tratamento se tornar mais difícil” afirma Carolina.

Daniela diz que as micoses nas unhas merecem bastante atenção: “A unha do pé é bem complicada de tratar pela dificuldade de o remédio chegar ao ponto infectado por meio da circulação”. Ela alerta que se a micose não for tratada por muito tempo, os fungos podem causar alterações irreversíveis na cor e forma das unhas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.