Um novo aumento nas contas de luz está previsto para o dia 1° de março. A proposta aprovada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) eleva em até 83,33% a taxa extra das bandeiras tarifárias, cobrada nas contas de luz quando sobe o custo de produção de energia no país.

Esse não é o primeiro aumento. Este ano o consumidor já sentiu o peso no bolso. O sistema de bandeiras tarifárias começou a valer em janeiro de 2015 e serve como um sinal, nas contas de luz, indicando aos consumidores o custo de produção de energia no país.

Pela proposta, a bandeira verde permanece inalterada. Mas o valor da taxa extra aplicada pela bandeira amarela sobe de R$ 1,50 para R$ 2,50 (+ 66,66%) e, o da bandeira vermelha, de R$ 3 para R$ 5,50 (+ 83,33%). Com essa atribuição o consumidor passa a pagar mesmo que não gaste mais energia.

Leia também:  Comércio lucra com mudança de clima em Rondonópolis | TV Agora

A proposta aprovada pela Aneel também determina que as distribuidoras façam campanha para esclarecer aos consumidores o funcionamento do sistema de bandeiras. De acordo com o relator do processo, diretor da agência Tiago Correia, o valor da taxa extra pode até cair se os consumidores reduzirem o consumo de energia.

ENTENDA MAIS SOBRE AS BANDEIRAS

Bandeira Verde

– Condições favoráveis de geração de energia;

– Reservatórios cheios;

– Tarifa não sobe;

Bandeira Amarela

– Condições menos favoráveis;

– Tarifa sobe mais R$ 1,50 a cada 100 kWh;

Bandeira Vermelha

– Custo de energia mais caro;

– Tarifa sobe mais R$ 3 a cada 100 Kwh.

O sistema de bandeiras tarifárias prevê uma bandeira verde, em que não há alteração e, portanto, nenhuma taxa adicional. A amarela aponta que está um pouco mais caro gerar energia no país e, por isso, aplica-se, pela regra atual, um adicional de R$ 1,50 por cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

Leia também:  Confira as vagas de emprego desta segunda (12/06/17) em Rondonópolis

Sob a bandeira vermelha, condição que vigora atualmente, os consumidores são taxados hoje em R$ 3 para cada 100 kWh utilizados no mês. Isso indica que o custo de produzir eletricidade aumentou muito.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.