Uma equipe do Samu esteve no local,mas a vítima já estava em óbito - Foto: Messias Filho / AGORA MT
Uma equipe do Samu esteve no local,mas a vítima já estava em óbito – Foto: Messias Filho / AGORA MT

O contador de uma empresa de revenda de automóveis, Ney Santos, 47 anos, foi morto na noite desta quarta-feira (25) em frente a casa onde morava no bairro Santa Clara em Rondonópolis.

De acordo com a esposa do contador, seis homens em três motocicletas chegaram em frente a residência, sendo que ao menos três estavam armados. Em seguida, os indivíduos tentaram levar a mulher como refém para dentro de casa, momento em que Ney percebeu o tumulto e foi até a frente da sua casa, com a chegada do contador os bandidos fizeram vários disparos de pistola calibre 380, ferindo mortalmente o contador.

De acordo com as informações dos membros da equipe do Serviço de Urgência Médica aparentemente quatro tiros atingiram Ney, informação que só poderá ser confirmada depois do exame de necrópsia.

Leia também:  Polícia apreende 42 peças de aroeira e descobre 3 hectares de área desmatada em MT

Após cometer o crime, os suspeitos deixaram o local sem levar nenhum pertence. Após chegar ao local do crime a Polícia Militar, já de posse das características dos bandidos, iniciou uma busca pelas redondezas  para tentar capturar os suspeitos.

De acordo com uma informação passada a Polícia Civil, um dos suspeitos de ter cometido o crime seria um vigilante  de uma instituição, em Rondonópolis, com a qual Ney teria tido uma discussão na última sexta-feira (20). Ainda de acordo com informações extra-oficiais de policiais, durante o desentendimento, o ‘vigia’ teria colocado a mão na arma por diversas vezes, fato que foi presenciado por várias testemunhas. Apesar da observação da discussão por populares não se sabe ainda o que motivou o desentendimento entre  Ney e o vigilante.

Leia também:  Operação Bad Boy prende cinco por tráfico de drogas em MT

Segundo a Polícia, a identificação do vigilante ainda não havia sido feita devido ao horário da informação,
mas que o fato poderá ser confirmado durante as investigações policiais.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.