Foto tirada em comemoração ao ano novo 2015 - Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal
Governador Pedro Taques ao lado do cunhado em uma foto tirada em comemoração ao ano novo 2015 – Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

O cunhado do governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PDT), foi preso no último domingo (15), pelos crimes contra patrimônio e contra pessoa, no município de Alto Araguaia (MT). De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), Ruiter Pereira Martins, 31 anos, teria ameaçado o próprio irmão com um facão, em um hotel localizado na região central da cidade. Ruiter também é irmão da advogada e esposa de Taques, Samira Martins.

De acordo com informações da vítima, Ruiter teria mandado a namorada ir até o hotel, de propriedade da sua família, pedir R$ 150, mas Renan Martins Pereira, irmão do suspeito, negou entregar o dinheiro. Com isso, Ruiter inconformado foi até ao hotel em posse de um facão e ameaçou matar o próprio irmão. Em seguida, o agressor pegou a arma branca e atacou o veículo de Renan, danificando toda a lataria e causando um prejuízo de R$ 5 mil.

Leia também:  Menor é apreendido com mais de 270 Kg de maconha na BR-163

Diante do fato, o suspeito foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia para as devidas providências.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Justiça e Direitos humanos (Sejudh), informou que Ruiter Martins Pereira ainda permanece preso na Cadeia Pública de Alto Araguaia.

A Polícia Civil e a Polícia Militar de Alto Araguaia, bem como representantes da Cadeia Pública do município não quiseram se manifestar ou passar qualquer informação a respeito do caso.

OUTRO

Por telefone, o secretário de comunicação do Governo do Estado, Jean Campos, negou que o Governo tenha feito alguma recomendação para impedir a divulgação do caso. Sobre um posicionamento oficial do gestor, o secretário não deu retorno.

CARGO

De acordo portaria nº 646 da Prefeitura Municipal de Alto Araguaia, Ruiter Pereira Martins já ocupou cargo público em Alto Araguaia. Ele foi nomeado no dia 08 de maio de 2013, pelo prefeito Jerônimo Samita Maia Neto, para exercer o cargo em Comissão de Assessor Especial II. Porém, o mesmo cargo foi revogado 20 dias depois da nomeação segundo a portaria nº 723, de 28 de maio de 2013. Não há informações quanto ao motivo da exoneração.

Leia também:  Motociclista morre após ser atingida por caminhonete em cruzamento
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.