Os consumidores podem assumir com R$ 23,21 bilhões nas contas de luz. A proposta foi feita na manhã desta terça-feira (03) pelo diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) Tiago Correia. O diretor é relator do processo que trata do repasse, para as contas de luz, dos gastos com ações ligadas ao fundo da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), do governo federal.

Com os recursos, o governo pretende bancar programas como o Luz para Todos, o subsídio à conta de luz de famílias de baixa renda, parte do combustível usado para abastecer termelétricas na região Norte do país, além de pagamento de indenizações a empresas do setor.

Leia também:  Preço da gasolina e do diesel deve aumentar nas refinarias do País nesta terça

A proposta de Correia deve ser votada ainda hoje (03) pela diretoria da Aneel. Ela precisa ser aprovada para que a conta seja repassada às contas de luz.

Correia prevê que, para os consumidores do Sudeste, Centro-Oeste e Sul a despesa vai gerar um impacto de 19,97% nas contas de luz em 2015. Para os consumidores do Norte e Nordeste, a alta deve ser menor, de 3,89%. Essa diferença acontece porque, no rateio da CDE, os primeiros pagam 80% dos custos. Os outros 20% ficam com clientes do Norte e Nordeste.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.