Quando Chris Weidman precisou ser retirado do card do UFC 184 após sofrer uma lesão na costela durante um treinamento, Dana White quis marcar uma disputa de título interino do peso-médio (até 84kg) para o evento, entre Vitor Belfort e Lyoto Machida. O Dragão aceitou, mas seu compatriota recusou, alegando que não teria tempo para se preparar para enfrentar um canhoto, cerca de um mês antes do combate. O empresário de Machida, Ed Soares, revelou que seu cliente chegou a brincar ao se oferecer para lutar com a base invertida especialmente contra o Fenômeno.

– Dana me ligou e perguntou se Lyoto se interessaria em lutar com Vitor Belfort, dia 28 de fevereiro, e eu disse que acreditava que sim, mas que ia checar com ele rapidamente. Liguei para Lyoto e, antes que eu terminasse a pergunta, ele disse que sim, que podia enviar o contrato. Liguei de volta para Dana e disse a ele, que falou que ligaria para Vitor. Quinze minutos depois, Dana me ligou irritado, dizendo que Vitor não queria enfrentar Lyoto. Disse que Vitor não quis a luta porque estava treinando para Weidman e não para um canhoto e que não teria tempo suficiente para se preparar para um canhoto. Cerca de 20 minutos, mandei uma mensagem para Dana e disse: “Lyoto me falou que começará todos os rounds na base de destro”. Dana respondeu com uma risada – contou, em entrevista ao “The MMA Hour”.

Leia também:  Brasileira leva ouro em natação e se torna a 1° campeã mundial do país

Ed Soares ainda lembrou de uma alfinetada de Belfort em Lyoto, quando o primeiro aceitou enfrentar Jon Jones em cima da hora, enquanto Machida recusou por falta de tempo para se preparar.

– Lyoto queria essa luta. Ele realmente queria a oportunidade de lutar pelo título interino e também de enfrentar Vitor. Era tudo que Lyoto queria. Não diria que eles têm uma rivalidade, mas quando Lyoto não aceitou a luta contra Jon Jones em cima da hora para o UFC 152, Vitor citou o hino do Brasil dizendo que “verás que um filho não foge à luta”. Ele insinuou que Lyoto estava fugindo e o irritou com isso. Então agora Lyoto está com o sentimento de “o que aconteceu com o filho da pátria? Ele está correndo desta luta” – finalizou.

Leia também:  Brasil vence a Holanda e tem desafio mortal contra os Estados Unidos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.