Cerca de 750 escrivães de todo Estado entraram hoje (06) em greve por tempo indeterminado. A categoria reivindica pela reestruturação de carreira, acordada com o governo passado, no início de 2014. Já os investigadores da Polícia Judiciária Civil (PJC), também estudam paralisar as atividade.

De acordo com Sindicato dos Escrivães de Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grosso (Sindepojuc), apenas 30% do efetivo irão atuar nas delegacias de Mato Grosso. Somente ocorrências de urgência, como flagrantes, serão atendidas a partir de então até que a lei 540/2014, aprovada no ano passado e que prevê a reestruturação de classes da categoria seja cumprida

INDICATIVO DE GREVE MANTIDO

Leia também:  Suspeito tenta fugir da Força Tática, mas é preso com droga no Pedra 90

Os investigadores de Polícia Civil decidiram no começo da semana não paralisar, entretanto, ainda está prevista a cobrança ao Governo do Estado o reajuste salarial dos investigadores esperado para este ano, onde a primeira parcela seria de 5% e teria que ser paga já na folha do mês de Janeiro, conforme acordo do sindicato da categoria, no ano de 2014 com o ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.