Respeito todos os protestos e admiro muito a coragem e determinação dos amigos caminhoneiros. Apoio este movimento e se fosse um deles certamente estaria com meu caminhão parado reivindicando justiça a esta classe tão importante, porém, desvalorizada pela ação predadora das grandes empresas.

Porém, queria relembrar, ressaltar, expor, evidenciar, mostrar, escancarar e “esfregar na cara” de todos eleitores que nós vivemos numa DEMOCRACIA. Pois as eleições brasileiras são realizadas através do voto direto, secreto e obrigatório. Mas saiba, e não adianta se esquivar disso, que aquele rapidíssimo momento em frente a urna eletrônica reflete EXATAMENTE o comprometimento de cada um com a sociedade em que vive.

Ser um eleitor consciente não custa nada e ganha-se orgulho de si próprio. Para esse grande feito humanitário e social os eleitores conscientes precisam apenas acordar, cedo ou até a tarde, no primeiro domingo do mês de outubro, apenas dos anos pares, e se dirigirem à tal urna eletrônica com a opinião previamente cuidadosamente formada e embasada nos princípios da ética, da soberania nacional, do caráter pessoal, do preparo intelectual e coerência de ideias e projetos dos candidatos aos cargos políticos.

Fazendo isso, estes eleitores terão condições de realizar uma escolha consciente e que aumentará muito a probabilidade das futuras ações governamentais, proporcionando uma real melhoria na qualidade de vida de cada um integrante daquela comunidade, seja um município, um estado ou mesmo nosso Brasil Varonil.

Leia também:  Gordura pode voltar após uma lipo? Mito ou verdade?

A qualidade de vida envolve o bem espiritual, físico, mental, psicológico e emocional. Além dos bons relacionamentos sociais, como família e amigos. E também a saúde, educação, poder de compra, habitação, saneamento básico e outras circunstâncias da vida.

O melhor disso tudo é que para sermos eleitores conscientes e exercer verdadeiramente nosso poder democrático nós não precisamos desprender de nenhum tipo de força bruta, seja para conflitar ou guerrear. Apenas a força de vontade de contribuir e melhorar a cada dia mais e mais o mundo em que vivemos e fazemos história. Em outros países onde a DEMOCRACIA não está consolidada como a nossa, a população não consegue e tão cedo conseguirá a liberdade de expor simplesmente sua opinião, imagine depositar um voto eleitoral num domingo qualquer.

Já em terras tupiniquins, Oiapoque ao Chui, nós brasileiro apenas teremos que lutar contra nossos próprios interesses egoístas ou mesmo com nosso desinteresse por política. Sobre esse desinteresse tenho uma analogia fácil de se entender em tempos de Globoalienação. A política é como uma novela. E nesta novela todos nós eleitores participamos, saibamos ou não. Pois todos nós pagamos impostos e dependemos das ações governamentais de quem NÓS elegemos. Nesse sentido, dando início a analogia, os eleitores alheios à política são como os figurantes das novelas, entram mudo e saem calados. Já os eleitores conscientes são os atores desta trama da vida real.

Quem faz o roteiro desta novela contínua da vida real são os vereadores, os “caras” da lei, são eles que as redigem. Na direção geral e cenografia estão os cargos do executivo, como os diretores das novelas, paixão nacional não correspondida. São estes últimos que escolhem o melhor enquadramento, a melhor cadencia das cenas, como usar os recursos financeiros e humanos da melhor forma. Esclarecido isso, tenho certeza que todos nós que temos acesso a informação poderemos realizar atuações brilhantes como atores (eleitor consciente), roteiristas (vereadores, deputados e senadores) e diretores (prefeitos, governadores e presidentes).

Leia também:  Cuidados odontológicos em pacientes oncológicos

Faça sua escolha, ache seu papel e contribua para que os próximos capítulos dessa novela realmente brasileira sejam mais prósperos e felizes. Deixe a figuração para aqueles que ainda não possuem acesso a informação como nós.

Remetendo ao que disse inicialmente sobre o quanto custa votar consciente. Quero salientar o que não votar consciente custa, por exemplo, a vida de milhares de crianças por falta de atendimento adequado nos hospitais, maternidades e PSF´s, quando existem. Pobres criancinhas, mal chegam e já sofrem consequências das nossas escolhas erradas.

O voto inconsequente custa também milhares de vidas perdidas no transito devido estradas precárias e falta de fiscalização. Se não me engano, tomara que sim, no ano de 2014 foram mais de 40 mil mortes no trânsito. Muito também em função da imprudência de nós motorista, digamos de passagem.

Dentre outras inúmeras atrocidades que infelizmente acontecem no nosso querido Brasil por pura incompetência nossa no momento de escolher quem vai representar nossas convicções e princípios. Com isso, considero que os eleitores alheios a política ou os que agem de forma inescrupulosas tem contribuído para todas essas mortes e atrocidades. E, por isso, são ao meu ver assassinos culposos, aqueles que não tinham a intenção de matar, mas mataram.

Leia também:  Foi comprar remédio e descobriu que estava morta

Por fim, nem peço nem que compartilhe isso, apesar que para mim seria uma grande honra compartilhar das mesmas opiniões que vocês. Pediria apenas que fizesse sua própria reflexão, não só em volta do umbigo, mas do todo. Ressalto que não deverá ter vergonha caso considere que já agiu errado em alguma eleição anterior. Apenas se esforce e procure acertar daqui para frente. Mas lembre-se: Errar é humano, mas persistir no erro chega a ser desumano.

Quero agora agradecer a você que leu tudo isso que escrevi TOMADO PELA EMOÇÃO de contribuir.

Grande abraço meu aos meus familiares, amigos, colegas, companheiros, brothers, manos, parças, hermanos, irmãos, irmães, e etc. Boas reflexões a todos, todos mesmo. Forte abraço.

#euvoteiconsciente #euvotoconsciente #euvotareiconsciente

Neucy Junior,

de Guiratinga-MT, formou-se como Técnico Agrícola em São Vicente da Serra e também fez Engenharia

Agronômica na Universidade Federal de Goiás – UFG em Goiânia-GO. Atualmente mora na cidade de

Sorriso-MT, norte do Estado.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.