Anderson Silva passou no exame antidoping realizado em 19 de janeiro, poucos dias antes de enfrentar Nick Diaz no UFC 183, evento sediado em Las Vegas, no dia 31. A informação, divulgada pelo site “MMA Fighting” nesta segunda-feira, revela que Spider não testou positivo em exame antidoping completo, que buscava substâncias proibidas no esporte.

Ex-campeão do peso-médio do UFC, Anderson foi flagrado no antidoping realizado no dia 9 de janeiro com duas substâncias proibidas em seu organismo: drostanolona e androsterona. O resultado do exame pós-luta ainda não foi divulgado.

O brasileiro, que venceu Nick Diaz por pontos depois de mais de um ano em reabilitação de grave fratura na perna, pela primeira vez, tem seu nome envolvido em doping. O resultado da luta deve ser alterado para “No Contest” (Sem Resultado), e ele será julgado nos próximos meses, assim como seu oponente, flagrado com metabólitos de maconha no corpo.

Leia também:  Federação e clubes definem detalhes da Copa FMF
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.