O grupo de fiscais do município que está em greve promete radicalizar, caso o prefeito Percival Muniz (PPS) resolva cortar ponto ou a produtividade dos grevistas.

Whats App Ilson Galdino
Através de um grupo fechado no Whats App Ilson convoca companheiros para atuar de forma ostensiva – A foto enviada por fiscal que não concorda com a atitude.

Prova disso foi dada em uma conversa no aplicativo Whatsapp, por um dos líderes do movimento paredista. O fiscal Ilson Galdino digitou aos companheiros grevistas que promete uma verdadeira operação de “guerra” contra empresários e comerciantes da cidade caso seja obrigado a voltar a trabalhar.

Ele não descarta a liderar uma operação para multar desde empresários do setor de alimentação, como restaurantes a até mesmo moradores de bairros mais humildes da cidade que estão recebendo asfalto. Na conversa ele usa o termo “vamos sair multando” para explicar como eles pretendem agir. Galdino ainda fala em interditar todos os restaurantes que funcionam em mercados.

Leia também:  Alunos de escola pública visitam aldeia indígena como presente de Dia das Crianças

Caso a ameaça do grevista se confirme ele corre o risco de cometer o crime de prevaricação que trata-se de um crime funcional, praticado por funcionário público contra a Administração Pública. A prevaricação consiste em retardar, deixar de praticar ou praticar indevidamente ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal.

A situação já preocupa um grupo de empresários da cidade que não descartam a possibilidade de acionar o Ministério Público e a Prefeitura para explicar a conduta do fiscal.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.