Corpo de Wilson Cirino Andrade assassinado no Jardim Violetas - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Corpo de Wilson Cirino Andrade assassinado no Jardim Violetas – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

Mais de dez dias depois do homicídio, contra jovem Wilson Cirino Andrade, 23 anos, que foi assassinado com seis tiros no Jardim Violeta, em Rondonópolis, a Polícia Judiciária Civil (PJC) chegou à conclusão de que o crime pode ter sido motivado por vingança.

SAIBA MAIS SOBRE O CASO – Para salvar a filha, homem pula da moto e é assassinato com 6 tiros

De acordo com a investigação, a vítima estava recebendo ameaças constantemente.

“Foi feito toda uma varredura e coleta de imagens de câmeras da região. Além disso colhemos os depoimentos de pessoas ligadas a vítima, para que seja anexado ao inquérito”, declarou um dos investigadores.

A PJC prefere não revelar todos os detalhes do caso, devido a abrangência de suspeitos, contudo, os investigadores confirmaram a versão contida no Boletim de Ocorrências (BO) confeccionado pela Polícia Militar (PM), onde a mulher de Wilson confidenciou aos policiais militares que o marido havia sido jurado de morte por um homem apelidado por ‘Vitão’.

Leia também:  Jovem de 14 anos desaparece após ser vista entrando em carro em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.