Na quinta (12), o World Series of Fighting realizou sua 18ª noitada de MMA. Um dos destaques da noite foi a primeira defesa de cinturão do brasileiro Marlon Moraes, campeão dos galos pela organização. Mas, mais que sua sangrenta vitória, outros dois momentos chamaram a atenção pela bizarrice: o uso de um “poder” do Street Fighter e uma cabeçada.

Quem lembrou Ryu e Ken, do game Street Fighter, foi Shane Campbell, um canadense de 27 anos que estreou no WSOF. Durante o começo do terceiro round, Campbell acertou um chute no corpo de Derek Boyle, que acusou o golpe e se abaixou, com dor.

Em vez de tentar capitalizar em busca do nocaute, Campbell calmamente dobrou os joelhos, posicionou as suas mãos e… soltou um “hadouken”. O curioso é que poucos segundos depois, veio o nocaute, com uma saraivada de golpes que interrompeu o combate.

Leia também:  1º Campeonato de Futebol Amador está com inscrições abertas até segunda

Se lembrar o Street Fighter foi engraçado, uma cena lamentável foi uma cabeçada. Cody McKenzie e Andrew McInnes fizeram um duelo nervoso. McInnes teve chamada a atenção por conta de um puxão de cabelo, ainda no primeiro round.

Já no finzinho do assalto inicial veio a resposta. McKenzie estava por cima na luta de chão, quando desferiu uma cabeça intencional no rival. O árbitro decidiu por desclassificar o lutador, e a vitória foi dada a Andrew McInnes.

 Marlon ainda é o campeão

Uma das forças do Brasil na nova geração, Marlon Moraes, de 26 anos, fez sua primeira defesa de cinturão dos galos do WSOF. Ele conquistou o título em 2014 e lutou uma vez após isso, mas sem valer seu posto no topo da categoria, pelo fato de o rival da ocasião não ter batido o peso.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

Nesta quinta, o rival foi Josh Hill, e o combate foi duro e sangrento. O sangue veio do nariz de Marlon, possivelmente quebrado por um golpe de Hill, incomodando bastante o brasileiro.

Ainda no começo da luta Hill conseguiu machucar o brasileiro, que tingiu de sangue o calção branco que usava. O desafiante mostrou coragem e atacou o brasileiro em todo o combate, mas sofreu com a boa movimentação de Marlon e com seus socos, chutes e joelhadas.

Ao fim do combate, os árbitros deram a vitória a Marlon, por um triplo 49-46. Agora, o brasileiro tem 14 vitórias e quatro derrotas.

“Eu não esperava tudo isso do Josh, mas ele é um filho da p… durão. Ele bate forte, mas sou o campeão. Meu nariz ficou machucado no primeiro round, isso me bagunçou um pouco, mas essa luta me ajudou a subir ainda mais rumo ao topo”, disse o brasileiro.

Leia também:  Luve vence fora de casa e escapa da degola
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.