De acordo com publicação do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal, cerca de 4 milhões de celulares foram extraviados, roubados ou perdidos no Brasil. A informação tem como base o Cadastro de Estações Móveis Impedidas, ou simplesmente CEMI, mas é sabido que esse número tende a ser muito maior tendo em vista que atualmente existem aproximadamente 280 milhões de linhas móveis ativas no país.

Isso se explica pelos fatos de o CEMI ter sido criado somente no ano 2000 e de muitas das pessoas que perdem ou tem seus eletrônicos furtados não registrarem a ocorrência nesse serviço. O SindiTelebrasil reforça a importância de se informar qualquer possível extravio de celulares e que o procedimento para isso é bastante simples. Tudo o que o consumidor precisa ter em mãos é o IMEI do aparelho (código que pode ser encontrado no selo geralmente colado dentro do dispositivo, abaixo da bateria, ou digitando *#06# no discador) e de documentos pessoais, como CPF e RG.

Leia também:  Caminhão explode após colisão com carreta e motorista morre carbonizado

Assim, basta ligar para a operadora contratada para fornecimento dos serviços de telefonia móvel e solicitar que a linha seja cancelada e bloqueada — bem como já havíamos publicado aqui. Vale mencionar ainda que é possível efetuar o desbloqueio da linha caso o dispositivo seja encontrado ou recuperado. Por fim, o sindicato ainda orienta os consumidores a procurarem uma delegacia de polícia e registrar o Boletim de Ocorrência para qualquer eventualidade.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.