Mauricio fala sobre acusação de secretária - Foto Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Mauricio fala sobre acusação de secretária – Foto Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Os motoristas que mantém o bloqueio na BR-364/163 em Rondonópolis, contestaram hoje (27), a acusação da secretária municipal de educação Ana Carla Muniz, de que ônibus escolares estavam sendo impedidos de passar e por isso alunos estavam sendo prejudicados.

De acordo com um dos protestantes Mauricio Galvão, a secretária chegou a oficializar um pedido de intervenção militar com argumentação de que estudantes pegos em fazendas e sítios na saída de Campo Grande e Brasília não foram liberados no bloqueio no dia 24 e 25.

“Ninguém está impedido de passar. Veículos de passeio, ônibus escolares e de viagem, carretas com alimentos perecíveis e cargas vivas, além de caminhões que prestam serviço ao município estão passando normalmente. Quem está parado é o caminhoneiro e por opção própria, porque dessa maneira não temos como trabalhar”, frisou Galvão.

Leia também:  Marketing de B.A.T.O.M lota auditório e alerta mulheres empresárias

O bloqueio em Rondonópolis completa hoje (27), uma semana de duração e os caminhoneiros ainda não tem previsão de liberação. A categoria reivindica redução no óleo diesel, valorização do frete, entre outros motivos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.