Afastado da presidência da Ferrari desde outubro do ano passado, Luca di Montezemolo já tem um novo papel para desempenhar no mundo esportivo. O italiano de 67 anos vai presidir o comitê da candidatura de Roma para sede dos Jogos Olimpícos de 2024. O anúncio foi feito pelo presidente do Comitê Olímpico Nacional da Itália (Coni), Giovanni Malagò.

– Eu acredito que não há ninguém na Itália com mais popularidade no exterior do que Montezemolo. Ele foi a nossa primeira escolha – afirmou Malagò.

Após deixar a presidência da Ferrari, Montezemolo passou a ocupar o comando do conselho administrativo da companhia aérea italiana Alitália. Após o anúncio de que comandará a candidatura de Roma para o principal evento poliesportivo do planeta, o ex-dirigente se mostrou empolgado e confiante com a nova missão.

Leia também:  Apresentador passa mal "ao vivo" em Lucas do Rio Verde

– Eu vou me dedicar com grande entusiasmo. Este é um desafio que será vencido com inovação e criatividade – disse.

Braço direito do fundador da escuderia italiana, Enzo Ferrari, falecido em 1988, Montezemolo esteve no comando da equipe por 23 anos. Neste período, viu o time de Maranello voltar a ter destaque na Fórmula 1, com os cinco títulos consecutivos do alemão Michael Schumacher, entre 2000 e 2004. No entanto, a falta de competitividade da escuderia nos últimos anos foi determinante para sua saída, deixando o caminho livre para que o diretor-executivo da Fiat, Sergio Marchionne, assumisse a presidência.

Montezemolo também liderou a comissão organizadora da Itália para a Copa do Mundo de 1990, que foi realizada em 12 cidades do país europeu. Ele e Malagò viajam nesta quarta-feira para uma reunião com o presidente do Comitê Olimpíco Internacional (COI), Thomas Bach. As cidades interessadas têm até o dia 15 de setembro deste ano para formalizar a candidatura. A escolha da sede dos Jogos de 2024 será feita em 2017. Entre as possíveis concorrentes de Roma, estão Paris (França), Boston (EUA), Hamburgo ou Berlim (Alemanha) e uma cidade da África do Sul.

Leia também:  Atleta da Seleção brasileira de Hóquei é assassinado com tiro na nuca em SP

Roma foi sede dos Jogos de 1960 e perdeu na última rodada da eleição para receber a edição de 2004, que acabou sendo realizada em Atenas, na Grécia. Por falta de apoio do governo, a capital italiana foi forçada a se retirar da campanha para 2020, que foi vencida por Tóquio (Japão).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.