Foto: Divulgação
Os quatros estavam em um táxi quando foram flagrados e detidos pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) – Foto: Divulgação

A Polícia Judiciária Civil (PJC) prendeu na tarde desta quinta-feira (12), em Cuiabá, dois homens, sendo um fugitivo da Cadeia Pública de Nova Mutum e as duas jovens suspeitas de dopar os agentes penitenciários e ajudar na fuga dos 27 detentos no dia 4 de fevereiro. Os foragidos Bruno Ojeda Amorim, suposto autor do plano de fuga, Jerlan José dos Santos e as duas jovens de 21 e 25 anos, estavam em um táxi quando foram flagrados e detidos pelo Grupo de Operações Especiais (GOE).

De acordo com a PJC, a prisão ocorreu após uma denúncia que os quatro estavam escondidos em uma casa no bairro Alto da Serras, na capital mato-grossense, mas quando os policiais chegaram no local, eles haviam fugido em um táxi contratado para a corrida. Mais tarde, os quatro foram surpreendidos pela polícia na avenida Brasil, no CPA, com eles ainda foram encontrados 200 gramas de maconha.

Leia também:  Jovem faz anúncios de venda em rede social e é presa com 329 latas furtadas de leite em pó em MT

Os indivíduos foram encaminhados ao Plantão Metropolitano, onde devem ser autuados por tráfico de drogas.

De acordo com a assessoria da PJC, está sendo aguardada a confirmação da Delegacia de Nova Mutum sobre a identidade das mulheres. Uma delas seria a namorada do detento Bruno Ojeda. As duas jovem e Bruno já estão com a prisão decretada pela Polícia Civil de Nova Mutum. O 4º integrante Jerlan José dos Santos, que está com documento do Estado do Alagoas, e aguarda confirmação se pertence a lista de presos.

Os presos estão presos na sede do Goe, ao lado da Polinter, no bairro Centro América, em Cuiabá.

Até o momento foram recapturados 13 detentos da unidade prisional.

Leia também:  Homem é preso acusado de descumprimento de medidas protetivas em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.