Foto: Divulgação
Os quatros estavam em um táxi quando foram flagrados e detidos pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) – Foto: Divulgação

A Polícia Judiciária Civil (PJC) prendeu na tarde desta quinta-feira (12), em Cuiabá, dois homens, sendo um fugitivo da Cadeia Pública de Nova Mutum e as duas jovens suspeitas de dopar os agentes penitenciários e ajudar na fuga dos 27 detentos no dia 4 de fevereiro. Os foragidos Bruno Ojeda Amorim, suposto autor do plano de fuga, Jerlan José dos Santos e as duas jovens de 21 e 25 anos, estavam em um táxi quando foram flagrados e detidos pelo Grupo de Operações Especiais (GOE).

De acordo com a PJC, a prisão ocorreu após uma denúncia que os quatro estavam escondidos em uma casa no bairro Alto da Serras, na capital mato-grossense, mas quando os policiais chegaram no local, eles haviam fugido em um táxi contratado para a corrida. Mais tarde, os quatro foram surpreendidos pela polícia na avenida Brasil, no CPA, com eles ainda foram encontrados 200 gramas de maconha.

Os indivíduos foram encaminhados ao Plantão Metropolitano, onde devem ser autuados por tráfico de drogas.

De acordo com a assessoria da PJC, está sendo aguardada a confirmação da Delegacia de Nova Mutum sobre a identidade das mulheres. Uma delas seria a namorada do detento Bruno Ojeda. As duas jovem e Bruno já estão com a prisão decretada pela Polícia Civil de Nova Mutum. O 4º integrante Jerlan José dos Santos, que está com documento do Estado do Alagoas, e aguarda confirmação se pertence a lista de presos.

Os presos estão presos na sede do Goe, ao lado da Polinter, no bairro Centro América, em Cuiabá.

Até o momento foram recapturados 13 detentos da unidade prisional.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.