As duas últimas rodadas do NBB foram completamente distintas para São José e Basquete Cearense. Os joseenses sofreram duas derrotas e viram o sinal de alerta na equipe ficar ainda mais aceso diante da sequência de maus resultados. O time do Ceará, enquanto isso, venceu os dois últimos compromissos e manteve o sonho de brigar por uma vaga nos playoffs do nacional. Essa briga por uma vaga nos playoffs, aliás, é o que move as equipes para o duelo desta quinta-feira, às 20h, no ginásio Lineu de Moura, com entrada gratuita para a torcida.

O São José, na nona colocação com 45,3% de aproveitamento (dez vitórias e 12 derrotas), sofreu sete derrotas nos últimos oito jogos. Com isso, o time começou a despencar na tabela do NBB e as ambições seguiram o mesmo caminho. Se antes os joseenses sonhavam com uma vaga entre os quatro primeiros, agora a meta do time é conseguir a classificação para os playoffs. Para atingir esse objetivo, o técnico Luiz Zanon destaca a importância da partida desta quinta.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

– O jogo é extremamente importante. Temos que ganhar. Senão, ficamos pior ainda. É um jogo em casa. Sabemos da dificuldade, sem muita rotação… Por mais que você coloque os meninos, você não pode responsabilizá-los em hipótese nenhuma. Mas é um jogo da vitória, não tem outra situação. O Ceará vem crescendo. É um jogo duro. Temos que recuperar a energia para este jogo – afirmou o treinador.

Na derrota para Brasília nessa terça-feira, 10, Luiz Zanon não pôde contar com os pivôs Caio Torres e Mineiro, e os alas Gustavo e Betinho. Esse último é o único que pode ter condições de voltar ao time nesta quinta-feira.

Leia também:  União e Luve decidem o Estadual Sub-19

O Basquete Cearense ocupa a 14ª posição, com 27,3% de aproveitamento (seis vitórias e 16 derrotas). O embalo do time vem das últimas duas vitórias, sobre Palmeiras e Mogi das Cruzes. Essa última, aliás, na casa do adversário. O técnico Alberto Bial comemora a crescente da equipe, mas mantém os pés no chão para tratar a possibilidade de conquistar o terceiro triunfo consecutivo.

– Esse momento em que conseguimos duas vitórias consecutivas trouxe um impulso para a equipe, que vem trabalhando com muita dedicação e um empenho. Em algum momento, essa recompensa chegaria. Mas não podemos parar. Temos que dar sequência. Nós mesmos batalhamos para que pudéssemos ter essa reação. Precisamos continuar e ir para São José com os mesmos carisma, simplicidade e humildade, para que possamos colocar em prática toda a nossa preparação – ressaltou o comandante.

Leia também:  Pesso chega e começa a montar o União

Bial tem apenas um desfalque para a partida. O armador Davi Rossetto, com uma torção no tornozelo, não tem condições de jogar nesta quinta-feira.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.