A noite de quinta-feira foi histórica para o tenista sérvio Dudan Jajovic. Franco atirador, o número 77 do ranking mundial derrotou o espanhol Fernando Verdasco (32º) por 2 sets a 1 e garantiu uma vaga nas quartas de final do Aberto do Brasil. Mesmo com triunfo, o tenista acredita que só será famoso em seu país quando alcançar a primeira posição do ranking mundial:

– Na Sérvia, se você não é o número 1 do mundo, você não é ninguém. Hoje (quinta) foi a maior vitória da minha carreira – disse Lajovic,  terceiro melhor jogador do país, atrás de Djokovic, 1º do ranking, e Viktor Troicki, 44º.

As chances de conquistar seu primeiro ATP aumentaram, já que seu rival nesta sexta-feira pelas quartas de final é o italiano Lucca Vani, que está pela primeira vez na carreira em uma fase tão avançada. Apesar disso, Lajovic não fala em favoritismo:

Leia também:  Antigo Luthero vira cult e ganha lembrança especial do torcedor

– Tem muitos jogadores bons no torneio, meu foco está primeiro nas quartas de final, não tem nada ganho ainda – disse.

A grande referência na carreira de Dusan é Novak Djokovic, dono de oito títulos de Grand Slam, e atual número 1 do ranking mundial. Com 24 anos, o tenista é um dos pupilos do melhor do mundo:

– Treinei com ele várias vezes, treinar com ele é sempre uma boa experiência, ele dá ótimos conselhos. No nosso país, todos os jovens tenistas tem o Djokovic como ídolo – disse Dusan;

Na carreira, o melhor ranking do sérvio é a 57ª posição, alcançada em outubro do ano passado. Em termos de Grand Slam, a principal campanha é as oitavas de final em Roland Garros 2014. O jogador ainda busca sua primeira final em torneio de ATP, e essa pode vir em São Paulo.

Leia também:  Torneios esportivos devem movimentar o fim de semana em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.