Mesmo com a chuva, o volume pluvial, não foi suficiente para aliviar a situação dos reservatórios de São Paulo, como o do Sistema Cantareira, por exemplo. Em tempos de racionamento, é preciso ter uma consciência maior do uso que fazemos da água no nosso dia a dia, seja ao lavar louça, a roupa, ao tomar banho, escovar os dentes e inclusive na hora da faxina. Você que é dona de casa não pode deixar de economizar também.

A água de enxágue da lavadora de roupas, por exemplo, pode ser armazenada em baldes, e reutilizada na faxina da casa, na hora de limpar o piso do banheiro, da cozinha, ou bancadas, vidros, azulejos e outras superfícies. Nesse caso utilize um borrifador com uma mistura dessa água reutilizada e o produto de limpeza próprio para a tarefa. Assim você aproveita a solução em pequenas doses.

Leia também:  Quando a mente sofre, o AVC fica à espreita

Na hora de lavar a roupa suja, espera acumular ao invés de ficar gastando água com pequenas pilhas de roupa. Assim você economiza água e também energia. Uma máquina de lavar roupas de cinco quilos gasta aproximadamente 135 litros de água a cada uso. Prefira usar quando a capacidade total for atingida e, de preferência, até três vezes por semana, no máximo.

Na hora de usar o tanque é igual escovar os dentes ou lavar a louça. Feche a torneira enquanto estiver executando a tarefa, no caso ensaboando e esfregando as roupas. Além disso, a água de enxague das peças brancas pode ser aproveitada para a lavagem das roupas escuras ou coloridas; separe a água num balde!

Leia também:  Um novo jeito de identificar e tratar o hipertireoidismo
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.