Os problemas relacionados ao estacionamento Rotativo Rondon, implantado em dezembro em Rondonópolis, principalmente no que diz respeito aos 20 minutos de tolerância obrigatório tem afetado a população e agora até os vereadores.

Em Tribuna Livre na sessão desta quarta-feira (11), na Câmara Municipal o vereador Cláudio da Farmácia (PMDB), contou que apesar de ter o cartão que dá direito ao estacionamento, não teve seus 20 minutos respeitados. “Fiquei pouco tempo parado, menos de 5 minutos, e quando voltei já haviam cobrado 26 centavos.

O parlamentar chegou a pedir que a prefeitura suspenda por pelo menos 90 dias o contrato até que a empresa ajuste os problemas e siga a Lei.

O vereador Thiago Silva (PMDB), também usou a Tribuna para pedir um requerimento para que os gestores da empresa possam ir até a Casa de Leis dar uma explicação. “Isto é uma falta de respeito com a população, vemos que os contribuintes estão perdidos” afirmou.

Leia também:  Câmara aprova ‘Programa Bom de Bola, Bom de Escola’ apresentado por Adonias
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.