Prefeito assumiu o compromisso de analisar as propostas - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Prefeito assumiu o compromisso de analisar as propostas – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Os comerciários e comerciantes de Rondonópolis poderão receber alguns benefícios em relação ao Rotativo Rondon. O prefeito Percival Muniz assumiu um compromisso de analisar algumas reivindicações apresentadas na manhã desta segunda-feira (16) pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis (CDL), Neles Walter, em conjunto com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Rondonópolis (SINCOM), Almir Batista, juntamente com empresários da cidade.

A maior pauta de reivindicação discutida durante a reunião foi em relação ao comerciário. Uma das pautas solicita uma área municipal para estabelecer estacionamento aos comerciantes e comerciários. “Os funcionários reclamam com frequência, por não terem onde estacionar e gastam até R$ 200 por mês com o Rotativo, o que é muito para um funcionário” explica em dos empresários presente na reunião.

Leia também:  Novas imagens mostram que camionete estava em alta velocidade

Os empresários também pedem a isenção para caçambas mediante apresentação de alvará de construção e reforma. Outro assunto destacado foi em relação aos funcionários que realizam reformas em alguns pontos da cidade. “Geralmente levam o dia inteiro trabalhando e gastam até R$ 900 ao mês pagando por uma vaga de estacionamento” diz Neles.

Outro ponto citado, é a implantação de novos pontos de cargas e descarga na cidade, sendo no mínimo dois pontos por quadra, direita e esquerda. Atualmente a cidade possui apenas dois pontos e conforme a reivindicação, esses pontos não atendem à demanda que a cidade necessita.

Presidente da CDL, Neles Walter Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Presidente da CDL, Neles Walter Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

A compra por corporativa de créditos via CDL e SINCOM para repassar aos associados da CDL e estes, por sua vez, aos seus clientes mediante créditos comerciais, também foi uma das sugestões impostas na pauta. “Muitos clientes não ficam na loja por muito tempo para não pagar o estacionamento. Com a compra de créditos realizada pelo comércio, os clientes teriam tempos gratuitos de estacionamento proporcionado pela loja. Ai fica a critério de cada comerciante, que poderia comprar a quantidade de horas que quisesse. Seria uma forma de agradar o cliente” diz Neles.

Leia também:  Governo emite nota sobre repasses a Santa Casa

Diante das apresentações o prefeito se comprometeu em analisar os casos e fazer as alterações necessárias. “Tudo que é novo precisa passar por adequações. Não podemos andar para trás. Entendo as reivindicações, no caso dos comerciários por exemplo, eles têm que deixar o veículo parado por 8h e isso pesa no bolso” finaliza o Percival.

Outras reivindicações

Aumentar o número de parquímetros por rua e de pessoas para instruir os usuários; reduzir o valor da primeira hora para R$ 1,50 e as demais com redução de valores; e aumentar à hora para compras com duração de 3 a 4 horas.

Ainda na reunião foi solicitado uma fiscalização mais rígida e intensiva nos camelos e comércios itinerante da cidade.

Leia também:  32ª Corrida da bandeja acontece em Rondonópolis

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.