Alunos fizeram cartazes - Foto: Você Repórter/ AGORA MT
Alunos fizeram cartazes – Foto: Você Repórter/ AGORA MT

Os acadêmicos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) aproveitaram que hoje (30), comemora-se o Dia Mundial da Juventude para dar um alerta e chamar a atenção dos jovens que estudam na instituição sobre o atraso das obras de melhoria do campus.

Segundo o acadêmico Luã Calhau Nascimento, este é o maior canteiro de obras paradas do sul de Mato Grosso com mais de 16 milhões em obras paradas que vem se arrastando a até dois anos. Os estudantes irão encaminhar um oficio relatando os problemas e cobrando soluções para a reitoria de Cuiabá e para o Ministério Público.

Segundo os alunos, pelo menos um esclarecimento deve ser dado a eles, já que alguns cursos como na área de saúde estão revezando espaço e até dividindo o mesmo local para assistirem as aulas.

Leia também:  Prefeitura já recuperou 13 mil metros quadrados na região central da cidade

“Um dos pontos é o laboratório que já poderia estar em uso e melhorando a qualidade de ensino e garantindo uma formação ainda melhor, mas a obra está parada” desabafou Luã.

O manifesto também é um chamado a juventude - Foto: Você Repórter / AGORA MT
O manifesto também é um chamado a juventude – Foto: Você Repórter / AGORA MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.