Na noite deste domingo (22), um agente penitenciário, 36 anos, compareceu a 1ª Delegacia de Polícia, para informar que estava sofrendo ameaças de morte de dois detentos. Segundo depoimento do funcionário da Mata Grande, um dos presos ouviu os reeducandos Anderson Matias da Fonseca e Fabio Campos, fazendo ameaças ao agente e a família dele.

Ainda segundo informações da vítima, o reeducando disse que os dois presos diziam que após cumprir pena iam matar o agente penitenciário ou alguém da família. No termo de declaração assinado pelo reeducando consta que, Anderson Matias da Fonseca ‘Son’, havia feito ameaças após a esposa do detento ser flagrada com drogas pelo agente.

Leia também:  Acusado de matar mulher e jogar o corpo em uma vala é preso em MT

Já Fábio Campos fez ameaças de morte, após pedir para ser o ‘amarelinho’ na penitenciária e o agente ter dito que ele precisava ser avaliado primeiro, já que havia dado um murro na cara de outro agente. Na ocasião, o preso disse a vítima, que ia matá-lo ‘para ele aprender’, que sabia tudo a respeito da vida dele e da família, bem como onde ele residia.

Diante das informações foi registrado o Boletim de Ocorrência para as devidas providências.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.