Um levantamento feito pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República divulgado nesta sexta-feira (6) mostra que a maioria das denúncias que chegam pelo telefone 180 sobre violência contra a mulher é de casos de agressão física.

Segundo a pesquisa dos 52.957 relatos de violência recebidos em 2014, 27.369 (51,98%) são de mulheres agredidas com socos, tapas, mordidas, pontapés, queimaduras, entre outros.

Isso porque nesse quesito, não entram casos como violência sexual, psicológica, moral, cárcere privado, tráfico de pessoas, entre outros que são recebidos diariamente pelo disque-denúncia.

De acordo com a Secretaria ao todo, foram 485.105 ligações feitas em 2014. O Ligue 180 foi criado em 2005 e é um canal feito com amparo na Lei Maria da Penha e que ajuda a orientar e encaminhar as vítimas para atendimento judicial e policial. A ligação é gratuita e a vítima não precisa se identificar.

Leia também:  Jovem ressurge da morte após ser baleado, agredido com pauladas e enterrado vivo
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.