De fora da primeira etapa da temporada 2015 da Fórmula 1, que acontecerá na Austrália, por conta do acidente sofrido durante os treinos em Barcelona, Fernando Alonso poderá nunca voltar a pilotar um carro da categoria novamente, de acordo com o jornal britânico “Daily Mirror”.

A publicação afirma ter ouvido fontes próximas ao piloto, que estariam preocupadas com o estado de saúde dele e cogitando a possibilidade de ele não poder voltar mais a correr na principal categoria do automobilismo.

As causas do acidente de Fernando Alonso em Barcelona ainda são um mistério. A posição oficial da McLaren é de que uma forte rajada de vento teria sido o motivo da batida no muro. Uma outra hipótese, no entanto, que tem ganhado força nos bastidores da Fórmula 1, é que o espanhol teria levado uma descarga elétrica dentro do cockpit.

Leia também:  Colorado vence fora de casa e ganha moral na Copinha

De acordo com o jornal “El País”, logo após a batida, Alonso teria sido submetido a perguntas de praxes nessas situações: “Quem você é?”, “O que você faz?” e “O que você quer ser no futuro?”. Surpreendentemente, o espanhol teria dito ser um piloto de kart que sonhava em chegar à Fórmula 1. A publicação afirma que ele teria demorado cerca de uma semana para recuperar totalmente as lembranças.

A McLaren afirma que Fernando Alonso sofreu uma concussão no momento do acidente, que é a perda de consciência por um determinado período, ocasionada por um forte impacto na cabeça.

Para o Grande Prêmio da Austrália, Alonso será substituído pelo dinamarquês Kevin Magnussen. A McLaren, no entanto, confirma a participação do espanhol na corrida seguinte, que acontecerá na Malásia, no dia 29 de março.

Leia também:  Atleta de Rondonópolis fica com cinturão do Conselho Mundial de Muaythai
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.