Anthony Pettis tem noção de que é uma das grandes estrelas do Ultimate atualmente. Campeão dos pesos-leves da organização, ele tem metas traçadas de aumentar as vendas de pay-per-view em seus combates e se tornar cada vez mais popular. Seu jeito imprevisível dentro do octógono, com chutes acrobáticos e belas finalizações, já lhe renderam grandes vitórias. Neste sábado, o detentor do cinturão da divisão até 70kg terá uma dura missão pela frente, quando enfrentará o brasileiro Rafael dos Anjos, no UFC 185, em Dallas (EUA). Apesar de elogiar o rival, ele deixou claro que se considera superior.

– Dos Anjos nunca lutou com alguém como eu. Ele é um bom lutador, existem muitos bons lutadores na divisão, mas eu sou um ótimo lutador. Essa é a diferença entre nós. Ele faz o mesmo caminho para o mesmo treino. Eu tenho a mentalidade, a força de vontade e a confiança que fazem eu me sentir invencível – disparou, em conversa com jornalistas após o treino aberto desta quarta-feira.

Leia também:  Com a demissão de Ceni, São Paulo vai completar 16 técnicos em 8 anos

Apesar da confiança de sobra, o Showtime, como é conhecido, mostrou respeito por Dos Anjos e colocou o brasileiro, ao seu lado e ao lado do russo Khabib Nurmagomedov, como um dos três melhores da categoria.

– Ele é perigoso. Talvez seja o mais perigoso que já vi na divisão, além de Khabib, que o venceu e isso tem que ser dito. Mas olhando por outro lado, Dos Anjos venceu Cerrone e venceu Henderson; Nós (Pettis, Dos Anjos e Nurmagomedov) somos os três melhores lutadores desta categoria e batalharemos para ver quem é o melhor – analisou.

Pettis ainda disse que pretende se manter mais ativo em 2015 e que seus planos são de lutar em julho, setembro e dezembro, terminando o ano com quatro combates. Em caso de vitória sobre Rafael dos Anjos, ele acredita que Nurmagomedov mereça ser o próximo desafiante se vencer Donald Cerrone.

Leia também:  União perde em casa e dá adeus ao sonho da Série C

Pettis defende Anderson Silva

Fã de Anderson Silva, Pettis saiu em defesa do Spider quando foi questionado sobre o caso de doping do brasileiro, que foi flagrado com substâncias proibidas em exames de sangue e urina, antes e depois do combate contra Nick Diaz, que aconteceu no dia 31 de janeiro. Na opinião do americano, o brasileiro pode ter sido vítima na história.

– Eu não consigo ver Anderson consentindo com trapaça. Não acho que é algo que ele faria. Quero dizer, quando você está no nível mais alto, as pessoas querem ver você de volta, existe dinheiro para ser ganho se ele luta de novo, então alguém estava no ouvido dele ou deu a ele coisas que ele não sabia o que era. Espero que ele não tivesse ideia do que era. Você não pode tirar tudo que ele fez pelo esporte por um erro que talvez ele não tivesse cometido. Os fãs casuais estão fazendo isso, sabe? “Oh, ele estava trapaceando por toda a carreira”. Eles não fazem ideia, assistindo ele no UFC, de quando foi a sua primeira luta. Não sabem o que ele passou apra estar onde está. As pessoas fazem julgamentos rápidos e fáceis e ninguém sabe o que é estar lá – finalizou.

Leia também:  Circuito de Tênis têm inscrições abertas para torneio em Cuiabá

UFC 185
14 de março, em Dallas (EUA)
CARD PRINCIPAL
Peso-leve: Anthony Pettis x Rafael dos Anjos
Peso-palha: Carla Esparza x Joanna Jedrzejczyk
Peso-meio-médio: Johny Hendricks x Matt Brown
Peso-pesado: Alistair Overeem x Roy Nelson
Peso-mosca: Chris Cariaso x Henry Cejudo
CARD PRELIMINAR
Peso-leve: Ross Pearson x Sam Stout
Peso-médio: Elias Theodorou x Roger Narvaez
Peso-leve: Daron Cruickshank x Beneil Dariush
Peso-pesado: Jared Rosholt x Josh Copeland
Peso-mosca: Sergio Pettis x Ryan Benoit
Peso-leve: Jake Lindsey x Joseph Duffy
Peso-galo: Larissa Pacheco x Germaine de Randamie

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.