As poucas explicações para o misterioso acidente de Fernando Alonso no Circuito da Catalunha, em Barcelona, durante os testes da pré-temporada da Fórmula 1, estão deixando pilotos, dirigentes e fãs da categoria intrigados. A teoria de que ele desmaiou ao volante antes de se chocar contra o muro tem ganhado força na imprensa europeia, especialmente depois de que o jornal italiano Gazzetta dello Sport revelou que as imagens da câmera posicionadas no carro do alemão Sebastian Vettel apontam para a perda de consciência do piloto espanhol.

Segundo o diário italiano, as imagens da Ferrari de Vettel, que estava logo atrás de Alonso no momento do acidente, mostram a McLaren sem controle antes de bater a 105 km/h. A escuderia britânica afirma que a perda de controle teve como causa os fortes ventos na Catalunha. No entanto pilotos e dirigentes reclamam de falta de transparência da McLaren em relação ao acidente.

Leia também:  Apresentador passa mal "ao vivo" em Lucas do Rio Verde

A hipótese de que o espanhol teria levado uma descarga elétrica já ameaçam até mesmo boicotar o GP da Austrália, como forma de prevenir novos acidentes.

O espanhol será poupado do GP da Austrália, na próxima semana, como forma de evitar riscos de um novo acidente. Apesar da ausência na primeira prova da temporada, quando será substituído pelo dinamarquês Kevin Magnussen, Alonso está confirmado para a corrida seguinte, o GP da Malásia, no dia 29 de março. Em sua aparição pública mais recente, por meio de um vídeo publicado nas redes sociais, o piloto agradeceu o carinho dos fãs e disse que se sente “completamente bem”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.