Um dos bebês internados na UTI - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Um dos bebês internados na UTI – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

O leite materno é um alimento essencial para todos os bebês, mas para aqueles que nasceram abaixo do peso ou por algum problema estão internados na UTI neonatal, esse líquido faz toda a diferença e podem ser o significado de uma recuperação saudável. Em Rondonópolis, os 12 bebês que estão internados na Santa Casa podem ficar sem esse alimento nos próximos dias, já que o estoque está muito baixo e as doações diminuindo.

Hoje, o estoque só conta com nove vidros de leite e não é suficiente nem para esta semana. Para alimentar os leitos da UTI são necessários de três a quatro frascos por dia. Alguns bebês que estão muito abaixo do peso não toleram o leite em pó e podem até ter reações e vômitos por conta do alimento.

Leia também:  Hoje é o último dia para conferir a mostra de artes visuais “SimplesMentes”
Pediatra mostra estoque de leite disponível - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Pediatra mostra estoque de leite disponível – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

De acordo com a pediatra e coordenadora do Banco de Leite, Virgínia Beatriz de Rezende Silva, as mães dos bebês internados também fazem a doação, porém pela falta de estímulo por parte do bebê e até do estado psicológico que elas estão, muitas não têm leite.

É importante salientar que as mães não precisam ir até a maternidade para fazer a doação, já que uma equipe vai até a residência fazer a orientação, esterilizar os frascos e buscar o leite semanalmente.

A pediatra afirma ainda que é importante que as mães que estão amamentando se coloquem no lugar da outra e pensem “se o bebê fosse o meu”.

Para as interessadas em doar o número de contato é o (66) 3410-2785.

Leia também:  Finanças apresenta prestação de contas à sociedade

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.