A Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC) anunciou nesta terça-feira que Alexander Shlemenko, ex-campeão peso-médio do Bellator, foi flagrado num exame antidoping após sua vitória sobre Melvin Manhoef, no último dia 13 de fevereiro em Fresno, Califórnia (EUA). O lutador recebeu uma suspensão por tempo indeterminado até seu julgamento e terá de pagar multa de US$ 2,5 mil (R$ 8,1 mil na cotação desta terça) à entidade. Sua vitória foi transformada em “No Contest” (luta sem resultado).

A notícia foi publicada inicialmente pelo site “MMA Junkie”. Shlemenko foi pego com níveis elevados de testosterona após nocautear Manhoef no segundo round da luta principal do Bellator 133. Havia sido sua segunda vitória consecutiva após perder o cinturão para Brandon Halsey em setembro passado. O russo de 30 anos tem 51 vitórias e apenas nove derrotas no cartel, e foi o campeão dos médios no Bellator entre fevereiro de 2013 e setembro de 2014.

Leia também:  Inscrições abertas para estadual de tênis em Cuiabá

CEO do Bellator, Scott Coker se pronunciou em comunicado oficial sobre o resultado do exame de Shlemenko. “Nós estamos decepcionados em ouvir sobre os resultados do exame de drogas de Shlemenko. Como já disse anteriormente, drogas de aumento de rendimento não têm lugar neste esporte, e o Bellator apoia completamente a comissão em executar penas mais pesadas para dissuadir os lutadores de tomarem substâncias proibidas”, declarou o dirigente.

É mais um caso de doping no MMA em 2015. Desde o início do ano, nomes como Jon Jones, Anderson Silva, Hector Lombard, Nick Diaz, Jon Fitch e Emanuel Newton foram flagrados em exames antidoping com substâncias proibidas, sendo que Anderson, Lombard, Fitch e Shlemenko foram pegos com drogas de melhora de rendimento. Jones foi pego com metabólitos de cocaína no organismo em exame fora do período de competição, e os exames pós-luta de Diaz e Newton apontaram metabólitos de maconha. Este grupo recebeu a companhia de Emelio Chavez, também flagrado no Bellator 133, segundo o “MMA Fighting”. Chavez foi suspenso por 30 dias e terá de pagar multa de US$ 100 (R$ 326), mais o custo do exame.

Leia também:  Times de Mato Grosso vão mal na rodada de final de semana
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.