A guerra entre o Governo e o deputado estadual Zeca Viana (PDT) está declarada, já que após vários ataques do parlamentar, o secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, resolveu se manifestar sobre o assunto.

Depois de ter ficado ‘lado a lado’ do atual governador, durante as eleições de 2014, Viana agora já não faz mais parte da base aliada. Segundo o chefe da Casa Civil, apesar do deputado ser do mesmo partido que o governador, Viana é considerado como membro bancada da oposição.

“A nossa base hoje é composta por 10 deputados. Zeca Viana, dentro da postura de independência que ele afirma ter, assumiu essa postura de criticar duramente o Governo e aqui pela 1ª vez eu falo: as críticas que ele fez são absolutamente injustas e mentirosas”, declarou durante entrevista a um canal de televisão cuiabano.

Leia também:  Nino e Katiane transformam Coder em feudo

Para Paulo Taques dificilmente acontecerá uma reaproximação entre Viana e o governador Pedro Taques (PDT). “Ele (Zeca) não procura o governador e a Casa Civil há pelo menos três ou quatro semanas e esta é a 1ª vez que revelo isto”, contou.

Toda essa briga interna se iniciou após Viana não conseguir o apoio do governador para se eleger a presidente da Assembleia Legislativa (AL). Pedro Taques teria preferido apoiar para presidir a AL o deputado Guilherme Maluf (PSDB) que acabou sendo eleito (saiba mais aqui).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.