Concorrendo à categoria de “Atleta do Ano” da próxima edição do prêmio Laureus, considerado o “Oscar do esporte”, Lewis Hamilton se sente orgulhoso pelo reconhecimento ao belo desempenho na temporada 2014 da Fórmula 1. Com 11 vitórias em 19 GPs, o britânico de 30 anos conquistou seu segundo título mundial e se destacou dentro e fora das pistas.

– Sabendo do prestígio do Laureus, eu fico muito orgulhoso por estar entre os atletas indicados. Minha vida inteira tem sido dedicada a correr, então é ótimo quando há um prêmio desses que reconhece as suas conquistas – afirma.

Na premiação deste ano, Hamilton concorre ao troféu mais importante com  o jogador de futebol Cristiano Ronaldo, escolhido como melhor do mundo no troféu Bola de Ouro; o golfista britânico Rory McIlroy, número 1 no ranking mundial; o tenista sérvio Novak Djokovic, número 1 do ténis mundial; o piloto espanhol Marc Márquez, campeão mundial de Motovelocidade, e o francês Renaud Lavillenie, que quebrou o recorde mundial de salto à vara.

Leia também:  Paranatinga | Atleta de Jiu Jitsu conquista duas medalhas de ouro em campeonato internacional

– É fantástico estar concorrendo como nomes como Rory McIlroy, Ronaldo e Djokovic. Rory fez um trabalho incrível, Ronaldo oé um grande jogador, e Djokovic é praticamente um “matador”.

Destaque absoluto na Fórmula 1 no ano passado, quando protagonizou uma acirrada disputa pelo título contra o próprio companheiro na equipe Mercedes, o alemão Nico Rosberg, Hamilton avalia a temporada 2014 como um dos pontos altos de sua carreira. Mas, apesar de todo o sucesso obtido, o piloto garante que quer dominar ainda mais a categoria este ano.

– Eu acho que 2014 foi definitivamente um dos melhores anos, se não o melhor, da minha carreira. A equipe fez um trabalho incrível com o carro. Mesmo que estivéssemos em vantagem na maior parte do tempo, estávamos sempre querendo melhorar. E queremos ser ainda melhores este ano, queremos tentar dominar ainda mais a competição.

Leia também:  União tem desafio diante do Luverdense em Lucas

Os vencedores do prêmio Laureus serão anunciados em cerimônia em Xangai no dia 15 de abril. Hamilton venceu a categoria “Revelação do Ano” em 2008, quando conquistou seu primeiro título mundial, mas ainda não possui o troféu principal. Desde que o prêmio foi estabelecido, em 2000, nomes como o golfista Tiger Woods, os tenistas Roger Federer e Rafael Nadal e os pilotos Michael Schumacher e Sebastian Vettel foram consagrados.

– Eu nunca ganhei o prêmio principal. Então, me sentiria imensamente privilegiado se pudesse estar entre os grandes nomes.

Hamilton não é o único representante da Fórmula 1 no Laureus 2015. Além do britânico, a Mercedes foi indicada ao prêmio de “Equipe do Ano”, que, no passado, já foi concedido às extintas Renault (2006) e Brawn GP (2010). O australiano Daniel Ricciardo, que venceu três corridas no ano passado, pela RBR, está entre os finalistas na categoria “Revelação do Ano”.

Leia também:  Público reage e evita prejuízo para o União
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.