A participação de Felipe Nasr na abertura da temporada de Fórmula 1 permanece ameaçada. A Justiça australiana negou nesta quinta-feira o recurso da Sauber e mais uma vez deu ganho a Giedo van der Garde, garantindo o holandês no GP da Austrália que acontecerá no próximo domingo. Com a decisão, a escuderia suíça terá de optar entre o brasileiro e o sueco Marcus Ericsson qual será o seu segundo piloto.

Sem mais tempo para novo apelo, a Sauber terá de ser bem rápida na escolha, o que possivelmente acontecerá já durante o dia, em face da realização dos primeiros treinos livres, que acontecerão na sexta.

Nasr fora confirmado na equipe em novembro para ser o companheiro de Ericssson. Piloto reserva em 2014, Van der Garde tinha compromisso formal de passar a titular este ano. Inconformado por ter sido preterido, o holandês entrou com recurso na Justiça, e a Suprema Corte de Victoria concedeu-lhe ganho na quarta-feira. Em resposta, a Sauber formalizou apelo, considerado sem efeito na manhã desta quinta pela justiça australiana.

Leia também:  Reway estará em jogo das eliminatórias da Copa do Mundo

Destaque na GP2, Felipe Nasr foi contratado como titular pela Sauber em novembro de 2014. Antes, era piloto de testes da Williams. Giedo van der Garde, por sua vez, pilotou uma das Caterham em 2013, sem pontuar em nenhum dos 19 GPs que participou. Sua melhor colocação foi o 14º lugar na Hungria.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.