Imagem mostra um dos helicópteros que bateram perto de Villa Castelli, em La Rioja, nesta segunda (9) (Foto: Jose Alamo/AP Photo)
Imagem mostra um dos helicópteros que bateram perto de Villa Castelli, em La Rioja, nesta segunda (9) (Foto: Jose Alamo/AP Photo)

Três atletas franceses, entre eles dois medalistas olímpicos, estão entre os mortos após o choque de dois helicópteros na província de La Rioja, cerca de 1.170 km a noroeste de Buenos Aires, na Argentina, nesta segunda-feira (9). No total, 10 pessoas morreram.

O acidente aconteceu durante as filmagens do reality show francês “Dropped”, em que dois grupos de atletas são deixados em um lugar ermo com o desafio de encontrarem a civilização.

Segundo o secretário de Segurança de La Rioja, Luis César Angulo, em entrevista à emissora de TV “Todo Noticias”, de Buenos Aires, todos os dez ocupantes dos dois helicópteros morreram.

“Houve uma explosão e supomos que eles devam ter colidido. Os peritos em aeronáutica irão determinar as causas do acidente”, informou.

Leia também:  Festa de aniversário é proibida na Arábia Saudita para poupar gastos desnecessários

A AFP e os jornais franceses “Le Monde” e “20 minutes” confirmam a morte de três atletas da elite francesa: a nadadora francesa Camille Muffat, campeã olímpica nos 400m livre nos Jogos de Londres 2012, o lutador de boxe Alexis Vastine, bronze em Pequim 2008, e a navegadora Florence Arthaud, conhecida como como “a noiva do Atlântico”. A agência Reuters não confirma a morte de Arthaud.

O presidente francês François Hollande expressou “choque e emoção” diante do episódio. “A morte súbita dos nossos compatriotas é uma imensa tristeza”, disse em um comunicado.

Além dos três atletas, outras cinco personalidades do mundo dos esportes integram o elenco do reality show “Dropped”, que vai ao ar no canal “TF1”: o nadador Alain Bernard, o futebolista Sylvain Wiltord, a ciclista Jeannie Longo, a snowboarder Anne-Flore Marxer e o patinador Philippe Candeloro.

Leia também:  Manifestações acontecem em vários lugares após Trump reconhecer Jerusalém como capital de Israel

Não há confirmação de que outro atleta estava em alguma das aeronaves.

Segundo o “20 minutes”, os demais mortos no acidente foram os dois pilotos – que eram argentinos – e cinco integrantes franceses da equipe de produção.

Eles foram identificados pelas autoridades argentinas como “Laurent Sbasnik, Lucie Mei-Dalby, Volodia Guinard, Brice Guilbert e Edouard Gilles”.

Em entrevistas em Villa Castelli para rádios locais, testemunhas relataram que os helicópteros se chocaram quando as condições climáticas eram ótimas para voar. Jornais da região divulgaram fotos dos dois helicópteros em chamas e as autoridades iniciaram uma investigação.

Sylvain Wiltord foi o primeiro dos integrantes do reality a postar nas redes sociais. Ele lamentou a morte dos amigos de reality no microblog Twitter. “Estou muito triste pelos meus amigos, tremendo, horrorizado, não tenho palavras, não sei o que dizer”, publicou.

Leia também:  Miss Turquia perde o título por fazer comentário infeliz nas redes sociais

O atleta Philippe Candeloro também informou aos fãs que estava ileso pelas redes sociais.

O “20 minutes” conseguir falar com a atleta Anne-Flore Marxer e com o agente de Alain Bernard e confirma que eles estão vivos.

Segundo o agente de Bernard tratava-se da primeira filmagem do reality show.

De acordo com a publicação, o apresentador do reality, Louis Bodin, também não está entre as vítimas.

O “20 minutes” não conseguiu contato com a ciclista Jeannie Longo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.