Na pista de Albert Park, em Melbourne, pouca coisa mudou do primeiro para o segundo treino livre do GP da Austrália. Com pneus macios, Nico Rosberg se manteve no topo da tabela, com 1m27s697, seguido de perto pelo companheiro Lewis Hamilton, apenas 0s1 mais lento. A Ferrari conseguiu superar a Williams desta vez e emplacou Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen em 3º e 4º, respectivamente. Valtteri Bottas, da Williams, antes terceiro, completou o top 5, enquanto o companheiro Felipe Massa não pôde ir para a pista por causa de um vazamento de água em seu carro.

Enquanto isso, nos bastidores, as movimentações foram bem mais intensas. Durante o intervalo entre as duas atividades, a justiça australiana decidiu adiar o último julgamento do caso envolvendo a Sauber e o piloto holandês Giedo van der Garde, o que possibilitou a estreia de Felipe Nasr e Marcus Ericsson. O brasileiro conseguiu completar 33 voltas e fez o 11º melhor tempo, enquanto o companheiro sueco sofreu com a quebra da suspensão traseira e precisou parar após apenas 14 giros e a 15ª posição na tabela. Ainda não há prazo para a definição do veredito envolvendo Giedo e a escuderia suíça.

Leia também:  União faz neste sábado primeiro jogo da final do sub-19

Além de Massa, outro piloto que também ficou fora da pista por causa de problemas mecânicos foi o “dono da casa” Daniel Ricciardo. Um dos destaques da última temporada, o piloto australiano ficou de castigo nos boxes após a RBR detectar problemas no funcionamento do motor Renault. O companheiro, o jovem russo Daniil Kvyat, terminou com o sexto melhor tempo, seguido pelo espanhol Carlos Sainz Jr., da equipe co-irmã STR. Pastor Maldonado e Romain Grosjean, da Lotus, e Nico Hulkenberg, da Force India, fecharam o top 10.

A única bandeira vermelha do segundo treino foi provocada pelo reserva Kevin Magnussen, que substitui Fernando Alonso, afastado por recomendação médica após sofrer um forte acidente durante os testes da pré-temporada. Titular no ano passado, o jovem dinamarquês perdeu o controle de sua McLaren-Honda e parou na área de brita. Pelo Twitter, o piloto explicou o incidente: “Foi meu erro. Eu perdi a traseira na entrada e infelizmente bati no muro, danificando o lado esquerdo da dianteira. Mas amanhã será um novo dia”, disse. O companheiro Jenson Button fez 21 voltas e ficou em 13º.

Leia também:  Luverdense deixa a zona de rebaixamento

A Manor, da dupla formada por Will Stevens e Roberto Merhi, não pôde treinar por causa de problemas no software de seus computadores. Os pilotos da categoria retornam à pista australiana para o terceiro treino livre neste sábado, a partir da meia noite (pelo horário de Brasília). O treino classificatório acontece logo depois, às 3h. As duas atividades serão acompanhadas na íntegra pelo SporTV e em Tempo Real pelo GloboEsporte.com. A TV Globo transmite o Q3, a partir das 3h40.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.