Uma transexual foi beneficiada pela Lei Maria da Penha após sofrer agressões do ex-companheiro, em Cuiabá (215 Km de Rondonópolis). Essa é a primeira vez que uma transexual é amparada por essa lei em Mato Grosso –MT.

Ela conseguiu na Justiça uma medida protetiva para evitar que o agressor, com quem se relacionou por três anos, se aproxime dela.

De acordo com relatos da vítima que pediu para não ter o nome

divulgado, desde o início, o relacionamento foi conturbado. No primeiro mês que eles estavam morando juntos, o então companheiro já a agrediu. Ela também sofria humilhações.

A presidente do Conselho Estadual de Proteção da Mulher, Rosana Leite Antunes, relata que a decisão foi cabível, já que a violência doméstica era sofrida da mesma forma. “Para nós, a decisão é inédita porque amparou uma transexual. Se no momento, ela estava sofrendo violência doméstica, nada mais justo que lhe ser aplicada a Lei Maria da Penha”, afirmou em entrevista a um site de notícias do estado.

Leia também:  Acusado de furtar loja é preso com arma e munições

No Brasil, outro caso de amparo à transexuais foi registrado em Minas Gerais.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.