A paraibana Jucilene Sales, que é recordista sul-americana de lançamento de dardo, está na lista de atletas que vão participar do Camping Internacional de Treinamento e de Competições de Lançamentos, que vai ser realizado pela Confederação Brasileira de Atletismo. Os nomes foram divulgados nesta terça-feira pela CBAt, que confirmou ainda que os treinos vão acontecer até 26 de abril, em Chula Vista, nos Estados Unidos.

Jucilene faz parte do grupo de seis atletas que vai ser comandado pelo técnico João Paulo Alves da Cunha.

– Já esperava estar na lista, porque ano passado participei desse mesmo camping. Ficamos lá por algumas semanas e quando voltamos meu treinador falou que neste ano iríamos novamente.

Leia também:  Colorado vence fora de casa e ganha moral na Copinha

Antes mesmo do treinamento em Chula Vista, no entanto, a paraibana embarca para os Estados Unidos para disputar uma competição em Los Angeles, na Califórnia.

A boa presença de Jucilene na seleção e nas atividades da CBAt, contudo, não faz a atleta cantar vitória antes do tempo com relação a uma possível participação nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.

– É uma preparação para as Olimpíadas, mas até lá tem muita coisa para acontecer. Quem está em cima não pode vacilar – ponderou a paraibana.

Plano Brasil Medalhas 2016

Jucilene Sales faz parte do Plano Brasil Medalhas 2016, programa do Governo Federal que foi lançado em setembro de 2012 com o objetivo de colocar o Brasil entre os 10 primeiros colocados dos Jogos Olímpicos que vai sediar.

Leia também:  Corinthians vence o Fluminense de virada e se torna campeão brasileiro pela sétima vez

– Os atletas que se destacaram no ano passado e conseguiram ficar no ranking entre os vinte melhores do mundo fazem parte do programa – explicou Jucilene.

De acordo com o Ministério do Esporte, o programa assegurou R$ 1 bilhão adicional aos esportes olímpicos e paraolímpicos em sua preparação para o Rio 2016. Uma parte desse montante, R$ 690 milhões, se destina a apoiar as seleções, contratar técnicos e equipes multidisciplinares, compra de equipamentos e viagens para treinamentos e competições.

Ainda segundo o Governo Federal, os outros R$ 310 milhões estão sendo utilizados em construção, reforma e equipagem de centros de treinamento de várias modalidades e complexos multiesportivos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.