Quatro membros de uma quadrilha que se preparava para roubar malotes de empresas no município de Lucas do rio Verde (354 km ao Norte) foram presos nesta quarta-feira (11.03), pela Polícia Judiciária Civil, nas investigações da Delegacia de Lucas do Rio Verde, com apoio dos Núcleos de Inteligências das Regionais de Sinop e Diamantino.

Foram presos Diogo Juliano Dantas de Lima, Alex Cesar Santana, Fabio Pereira de Barros, Jean Medeiros de Souza e apreendido um menor de 16 anos, pelos crimes de associação criminosa armada, posse e porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores.

A quadrilha era comandada por dois detentos, um deles cumpre pena em uma penitenciária em Cuiabá. Segundo as investigações, o bando se articulava para roubar mais de meio milhão em dinheiro, durante o transporte de malotes de empresas, entre elas a concessionária de Pedágio na MT 449, que havia dado emprego a um dos presos, Alex Cesar, que teria repassado informações aos comparsas.

Leia também:  Durante ocorrência, Força Tática prende casal envolvido com tráfico de drogas

O delegado Rafael Scatolon informou que há 10 dias a Polícia Civil investigava os suspeitos Diogo, Alex e Fábio, moradores de Lucas do Rio Verde, que tinham o papel de dar auxílio material ao grupo criminoso para prática de crimes de roubos.

Os bandidos também tinham informações privilegiadas da rotina dos malotes, escondiam armas e estavam hospedando outros dois comparsas (Jean e o menor), sendo um de Sinop e outro de Sorriso.

Na terça-feira (10.03), dois dos suspeitos, Jean Medeiros de Souza e o menor de 16 anos, chegaram em Lucas do Rio Verde em uma motocicleta Lander, roubada na segunda-feira (09.03), em Sorriso. Os dois também estaria armados com um revólver calibre 38 e usariam a arma e a motocicleta para efetuar os roubos aos malotes das empresas. “O grupo iria cometer vários roubos em poucos dias”, disse o delegado Rafael.

Leia também:  Quatro são presos em flagrante suspeitos de tráfico de drogas no Parque São Jorge

A arma de fogo foi escondida na casa de Fábio, no bairro Pioneiro, e depois os dois foram dormir na casa de Diogo Juliano, no bairro Jardim Amazônia, que seria alugada, e também ponto de apoio a quadrilha para o planejamento das ações criminosas e divisão dos lucros. No local, foram presos Diogo, Jean e apreendido o menor. O suspeito Fábio foi preso em sua casa e o comparsa Alex no local de trabalho.

Conforme o delegado, cada integrante do grupo tinha papel definido na ação criminosa. O suspeito Jean, morador de Sorriso, era responsável por pilotar a motocicleta. O menor, com residência em Sinop, efetuaria o roubo a mão armada.

Fábio seria um dos principais informantes do grupo. Ele é irmão do preso que cumpre pena na Capital e um dos mentores dos roubos que iriam acontecer.

Leia também:  Motociclista é perseguido, tenta fugir, mas é baleado por assaltante

As investigações são dos delegados Rafael Scatolon e Bruno Abreu, ambos de Lucas do Rio Verde.

A ação está inserida na operação “Actio Auctoritaris”, da Polícia Judiciária Civil, que visa fortalecer investigações de roubos, furtos e tráfico de drogas, integrando o planejamento operacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública, de enfrentamento à criminalidade nos primeiros 100 dias do ano.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.