O bebê de apenas três meses teria sido agredido pelo pai - Foto: Reprodução/TVCA)
O bebê de apenas três meses teria sido agredido pelo pai – Foto: Reprodução/TVCA)

A polícia procura pelo pai que agrediu o recém-nascido de apenas 3 meses até ocasionar morte cerebral. Anderson Denis da Silva, 25 anos, conhecido por “Menor” ou “Macaco”, é o principal suspeito e teve a prisão temporária decretada, na tarde de ontem (05), pela 2ª Vara Criminal do Fórum de Várzea Grande (224 Km de Rondonópolis).

A criança está com traumatismo craniano, por ter sido jogada no chão pelo próprio pai. Segundo o hospital, o quadro da criança é de isquemia cerebral e o estado pode ser irreversível. O bebê teve morte cerebral e permanece internado em estado gravíssimo, na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), do Pronto Socorro do município de Várzea Grande.

Leia também:  Itiquira | Acusado de matar e jogar vítima no rio é preso pela PJC

A delegada titula da Delegacia da Mulher, Daniela Maidel, informou que na segunda-feira (02), a mãe de 17 anos do bebê de 3 meses foi ouvida e acabou confessando que o pai do menino tinha agredido a criança por duas vezes no dia 26 de fevereiro.

Na primeira, no começo da tarde, deu um soco na criança e no final do dia, por volta da 18h, tirou o menino do carrinho e o jogou ao chão, ao ponto de quebrar o crânio do menino.

A adolescente contou em depoimento à polícia que era ameaçada pelo companheiro e por esse motivo não contou a verdade.

O delegado que preside o inquérito, Claudio Alvarez, disse que, por ora, o suspeito responderá por tentativa de homicídio e lesão corporal grave. Havendo a confirmação da morte da criança, por meio de laudo médico, o crime passar a ser tratado como homicídio.

Leia também:  Jovens que mataram estudante a tiros dentro de escola vão a júri em Cuiabá

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso de Várzea Grande.

DENÚNCIAS

Denúncias que possam ajudar a Polícia Judiciária Civil a localizar o suspeito podem ser feitas pelo 197 ou no telefone da unidade policial (65) 3685-1236.

O suspeito tem passagem por homicídio cometido em 2008.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.