Sobre a boa fase do Rondonópolis no Campeonato Mato-grossense todos já sabem. Sobre o bom trabalho realizado pelo técnico Gilberto Papagaio nesta primeira fase da competição também. Mas o que poucos sabem é como o time conseguiu chegar na nona rodada do estadual na vice-liderança e sem nenhum jogador lesionado. O nome à frente disso é Patrick Belletti, preparador físico de 35 anos que está no clube desde o início do ano. Colega de trabalho de Papagaio em outras equipe, Patrock chegou ao REC meio sem querer.

Nascido em Cascavel no Paraná, cresceu numa família totalmente envolvida com o futebol. Filho de ex-jogador e presidente de clube e irmão de Juliano Belleti, ídolo de grandes clubes nacionais, como Cruzeiro e São Paulo, e internacionais como Barcelona e Chelsea além de cinco anos de seleção brasileira,  aumentou a paixão de Patrick pelo esporte, sem contar no conhecimento.

O Rondonópolis é o terceiro clube por onde Patrick Belletti trabalha com o técnico Gilberto Papagaio. De 2013 até agora, Patrick esteve ao lado de Papagaio no Cascavel e no Arapongas, ambos do futebol paranaense. Mesmo formado em educação física e pós graduado em ciência do treinamento esportivo, essa é a primeira vez que ele assume o cargo de preparador físico. Nos outros clubes, Belleti era auxiliar técnico.

Leia também:  Acontece nesse final de semana 1º Torneio de Férias de Vôlei no Ginásio Municipal de Jaciara

Mas não foi a amizade entre ele e o atual treinador do REC que levaram Patrick a trabalhar no time. Foi em uma visita a sua família que mora em Rondonópolis.

– Vim em novembro ver minha família e acabei indo conhecer o clube. Casualmente gostei da cidade e então surgiu o convite do grupo para trabalhar no Rondonópolis. Então aceitei o desafio – disse Patrick Belletti por telefone, ao GloboEsporte.com.

E foi com a família que o preparador entrou no mundo do futebol e aprendeu tudo que vem tentando aplicar no Rondonópolis. Em suas viagens pelo mundo acompanhando o irmão nos clubes que Belletti passou, Patrick teve a oportunidade de colocar o conhecimento em prática.

– Pude estar com meu irmão nos maiores times do Brasil e do mundo aprendendo em cada um, algo novo. Agora estou tentando passar um pouco dessa experiência que conquistei lá fora para os nossos jogadores..

Leia também:  Luverdense fica no empate com o Paraná

Com essa experiência adquirida em 15 anos de profissão, Patrick tem aplicado seus conhecimentos nos treinamentos com o elenco do REC, e garantindo bons desempenhos em campo. O preparador físico montou seu próprio método de trabalho, e acredita que está dando certo.

– Todo preparador físico é chamado de maluco, e eu não seria diferente. Me arrisquei e montei um método meu de treinamento. Apesar de conhecer vários estilo, optei por unir meus conhecimentos e experiências e criar uma forma de trabalhar interessante pra mim, para o jogador e para o time. Por enquanto está dando tudo certo, são 60 dias trabalhando e não tivemos nenhum jogador machucado até hoje.

Além do crescimento físico dos atletas e do clube na competição, Patrick também espera que o Rondonópolis cresça profissionalmente, e se torne realmente um time grande.

Leia também:  Colorado perde e precisa reverter diferença de dois gols

– O REC ainda precisa avançar no modo profissional. É preciso ter  planejamento como os grandes clubes. E isso vale para federação, para todos envolvidos no futebol. Rondonópolis é uma cidade com dois clubes grandes e que precisam de apoio para permanecerem grandes. Estou aqui para ajudar – disse o preparador físico.

Em seis jogos disputados na competição, o Leão perdeu apenas uma, venceu duas e empatou três, resultados que levaram o time à vice-liderança do grupo B, com nove pontos. A equipe ainda tem pela frente dois jogos para tentar confirmar sua presença na segunda fase do estadual.

Na última partida, o Rondonópolis goleou o Cacerense por 4 a 0 no estádio Luthero Lopes, mostrando a evolução que a equipe técnica do clube esperava. Os próximos jogos serão contra o Dom Bosco, no domingo, dia 8 de março e o União no dia 15, chance de descontar a única derrota até agora no estadual.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.