A pedido da desembargadora Clarice Claudino da Silva do Núcleo de Soluções de Conflitos do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, os servidores do Detran decidiram em assembleia geral suspender a greve até que se esgotem as possibilidades de negociação para a realização do concurso do órgão.

A decisão foi tomada nessa segunda-feira(16) pela categoria, após a reunião ocorrida na última sexta-feira (13) entre representantes do TJ, do Sindicato dos Servidores do Detran-MT (Sinetran-MT) e o procurador geral do Estado Felipe da Rocha Florêncio, enviado pelo governo na audiência de conciliação.

“A categoria conseguiu, através da greve, dar início, finalmente, às negociações e por isso resolveu dar um crédito à instituição do Tribunal de Justiça, que passará a conduzir as audiências e enquanto estivermos negociando vamos suspender a greve, com vistas à chegarmos a um consenso o mais breve possível. Mas se esgotarem as possibilidades e o concurso não for realizado, retomaremos o movimento tão logo seja necessário, por tempo indeterminado”, afirma Daiane Renner, presidente do Sinetran-MT.

Leia também:  CNJ pune juíza do MT que participou de carnaval durante licença médica

A próxima reunião de negociação no Núcleo do TJ será na próxima quarta-feira (18 de março), às 15 horas.
Os servidores retornam os serviços nessa terça-feira(17) a partir das 8h em todas as unidades do Estado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.