Um homicídio, ocorrido na madrugada desta sexta-feira (24), em Lucas do Rio Verde, foi esclarecido durante uma ação conjunta da Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar, no município. Durante as diligências, três pessoas foram presas em flagrante apontadas como coautoras do crime.

Os acusados Darcilei da Silva, 25, o “Dadá”, Karina Cristina Pereira, 18, e Júlio Cezar da Silva Souza, 21, foram autuados pelos crimes de homicídio qualificado da vítima, Fernando de Pádua Guimarães, 28, assassinada com vários golpes de barra de ferro e pedradas na cabeça.

Dando início às investigações, policiais receberam a informação de que o crime foi motivado pelo fato do irmão da vítima, Paulo Sergio de Pádua Guimarães, 20, ter se relacionado com Karina, convivente do acusado Darcilei.

Leia também:  Após denúncia, cinco são presos e três menores apreendidos no Lúcia Maggi

Durante o dia, Darcilei e Paulo tiveram uma briga em que entraram em luta corporal, em razão de ciúmes de Karina. Em seguida, o acusado juntamente ao seu irmão Júlio Cézar, foi até a casa da vítima Fernando, em posse de uma arma de fogo calibre 38 e ameaçou toda família.

Mais tarde, Fernando, em posse de uma arma de fogo tipo baretta, calibre 22, foi até um bar no bairro Jardim Imperial, onde efetuou um disparo contra a perna de Darcilei, que estava no local com Karina. O acusado e a companheira conseguiram dominar a vítima, que enquanto estava sendo desarmada por Darcilei, foi atingida com um golpe de barra de ferro desferido por Karina.

Leia também:  Denúncia | Mãe é presa por maus tratos e quatro são detidos por tráfico de drogas

Após cair no chão, Fernando ainda foi atingido por vários golpes na cabeça, que ocasionaram a sua morte. Enquanto estava caído, o adolescente A.S.O., 16, auxiliou os suspeitos, desferindo várias tijoladas na cabeça da vítima, que ainda teve sua arma de fogo subtraída por Darcilei.

Durante as diligências, policiais apreenderam a arma de fogo da vítima e o revólver calibre 38 utilizada para ameaçar seus familiares. Os acusados foram autuados em flagrante pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe e meio cruel. Darcilei responderá também pelo furto da arma de fogo da vítima.

A diligência foi coordenada pelos Delegados Bruno Sérgio Magalhães Abreu e Rafael Scatolon.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.