O clima em Atlanta não poderia ser melhor. Líderes da Conferência Leste, os Hawks alcançaram este ano a melhor campanha da história da franquia na temporada regular – 60 vitórias e 73,2% de aproveitamento -, e vêm provocando grande mobilização de seus torcedores. Na temporada 2014/2015, o time do estado da Geórgia também tem quebrado seguidas marcas em venda de ingressos, de produtos e audiência televisiva. Certamente a Philips Arena estará completamente lotada nesta quarta-feira para apoiar novamente a equipe no jogo dois da série contra o Brooklyn Nets pela primeira rodada dos playoffs. O SporTV 3 transmite a partida ao vivo a partir das 19h55 (de Brasília).

No primeiro jogo da série, também realizado em Atlanta, os Hawks tiveram trabalho, mas contaram com as bolas longas certeiras de Kyle Korver para vencer por 99 a 92 e abrir 1 a 0 na série. Nesta quarta, o time da Geórgia espera ampliar a vantagem para tentar decidir o duelo já nas partidas marcadas para a casa dos Nets, nos dias 25 e 27 de abril, encerrando um jejum de quatro anos sem passar da primeira rodada dos playoffs. A fase mata-mata na NBA é decidida em séries de melhor de sete jogos, ou seja, o time que alcança primeiro quatro vitórias avança.

Leia também:  União tem estreia contra o Dom Bosco confirmada

A principal preocupação do técnico Mike Budenholzer para o jogo desta quarta é All Horford, que sofreu um deslocamento no dedo mindinho no último período da primeira partida contra os Nets. Apesar do problema, o pivô deve estar em quadra, completando o quinteto titular ao lado de Jeff Teague, Kyle Korver, Damarre Carroll e Paul Millsap. Desfalque certo continua sendo o ala Thabo Sefolosha, que fraturou a fíbula após se envolver em confusão com a polícia de Nova York no início do mês.

No Brooklyn Nets, que vem de campanha bastante irregular durante a temporada regular, o objetivo arrancar uma vitória fora de casa para tentar se posicionar melhor na série. A aposta do time de Nova York para surpreender os Hawks é o jogo dentro do garrafão, principalmente com o pivô Brook Lopez, que na primeira partida anotou 17 pontos e pegou 14 rebotes – sua melhor marca no fundamento em playoffs.

Leia também:  Copa do Brasil é a meta de Pesso

Em busca de ajustes no time, o técnico Lionel Hollins pode fazer uma mudança no quinteto titular: trocar o armador Markel Brown por Bojan Bogdanovic. Fora essa dúvida, o restante da equipe deve ser a mesmo do primeiro jogo, com Deron Williams na armação, Joe Johnson e Thaddeus Young nas alas e Brook Lopez de pivô.

em vantagem, grizzlies recebem os blazers

Pela Conferência Oeste, a quarta-feira também será de jogo dois entre Memphis Grizzlies e Portland Trail Blazers. Jogando em casa, o time do Tennessee tentará fazer valer mais uma vez o mando de quadra como na primeira partida, quando levou a melhor vencendo por 100 a 86 em grande noite do pivô espanhol Marc Gasol.

Leia também:  Antigo Luthero vira cult e ganha lembrança especial do torcedor

Puxados por LaMarcus Aldridge, que anotou 32 pontos e pegou 14 rebotes no primeiro jogo, os Blazers tentarão evitar a segunda derrota, que complicaria bastante a situação da equipe nas série.

clippers tenta segunda vitória contra os spurs

Outro duelo pela Conferência Oeste nesta quarta será entre Los Angeles Clippers e San Antonio Spurs. Em boa fase, o time da Califórnia abriu com vitória a série contra os atuais campeões da NBA: 107 a 92.

Novamente jogando no Staples Center, Blake Griffin, Chris Paul e cia vão em busca de ampliar a vantagem antes de partir para os dois jogos da série no Texas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.