O deputado Carlos Bezerra (PMDB) elogiou o projeto que está sendo implantado pelo Ministério de Minas e Energia (MME), que visa transformar grandes reservatórios de usinas hidrelétricas em usinas solares.

Segundo Bezerra, a medida inovadora está sendo conduzida pelo MME, em parceria com as empresas subsidiárias da Eletrobrás, inicialmente Chesf e Eletronorte. O início dos testes desse projeto piloto já está previsto para o segundo semestre de 2015.

Inicialmente, os testes serão realizados em dois grandes reservatórios de usinas hidrelétricas, com a instalação de milhares de metros quadrados de painéis solares flutuantes sobre o espelho d’água das usinas.

“Neste momento em que passamos por uma preocupante situação energética, com dificuldades para atender nossos consumidores, é importante buscarmos formas de ampliar a capacidade de geração do setor elétrico”, afirmou o deputado.

Leia também:  Pátio reconhece problema, mas nega fechamento da Coder

Com a participação técnica da Eletronorte, serão instalados na Usina de Balbina, no Amazonas, os primeiros painéis solares suficientes para gerar 5 megawatts. A Usina de Balbina não possui grande capacidade de geração de energia elétrica, mas possui um dos maiores reservatórios do País.

“É preciso utilizar nosso enorme potencial de geração de energia a partir de fontes renováveis. O Brasil é um País extremamente privilegiado, pois conta com grande potencial hidrelétrico, eólico e solar. O projeto em teste é uma excelente maneira de aumentarmos a geração de energia da usina com baixo impacto ambiental”, defendeu Bezerra.

A Usina de Sobradinho, no rio São Francisco, na Bahia, de propriedade da Chesf, receberá a instalação dos painéis solares nesse primeiro momento.

Leia também:  Por questões éticas advogado se recusa a continuar em defesa de Michel Temer

Estudos realizados por técnicos do MME indicam que a capacidade de geração de energia solar através dos painéis flutuantes instalados nos reservatórios pode atingir 15 mil megawatts, capacidade superior à da Usina de Itaipu, a maior do País.

Embora o Brasil possua enorme capacidade de geração de energia solar, observa Bezerra, essa forma de geração de energia ainda é pouco aproveitada no país. “Esse projeto do MME pode ser um propulsor de novos projetos de exploração dessa fonte renovável de energia elétrica”, disse.

O deputado acrescentou que esse tipo de projeto está sendo desenvolvido em países da Europa e nos Estados Unidos, sendo que os projetos até o momento são menores que os do Brasil.

Leia também:  Deputado Nininho participa da reinauguração da planta frigorífica Minerva

A instalação de painéis solares nos reservatórios apresenta ainda uma grande vantagem em relação às usinas solares convencionais. Como a geração da energia ocorrerá nos reservatórios, será possível aproveitar os sistemas de transmissão das hidrelétricas para escoamento da energia elétrica produzida, reduzindo custos e impactos ambientais.

Com resultados positivos nos testes, será possível expandir os projetos para diversos outros reservatórios de usinas hidrelétricas do País, tanto de empresas estatais como também de empresas privadas.

“Possuímos grandes reservatórios de usinas hidrelétricas em todas as regiões do País, o que permitirá que os projetos atendam toda a população brasileira”, disse o parlamentar.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.