A atual Matriz será demolida - Foto: Wladimir Lopes / AGORA MT
A atual Matriz será demolida – Foto: Wladimir Lopes / AGORA MT

“Estamos esperando passar as chuvas para que a obra da nova matriz tenha início”, essa foi a afirmação do Padre Eri Queiroz, da Paróquia São Cristóvão de Campo Verde.

O novo projeto contará com espaço para abrigar até mil católicos a cada celebração. A planta irá oferecer maior conforto e comodidade aos fiéis durante as missas. Com o grande volume de público, há meses as missas passaram a ocorrer no centro de eventos da igreja, pois com o espaço reduzido, da atual matriz, que abriga 600 pessoas, muitos ficavam de pé e até do lado de fora das portas da igreja, por não haver mais espaço.

De acordo com o padre, a verba para a construção da planta vem da renda obtida com as cinco últimas edições da Festa de Nossa Senhora de Fátima, em homenagem ao Dia das Mães e a matriz será construída no centro da cidade. A atual matriz será demolida.

Leia também:  Cerca de 3,5 mil pessoas são atendidas pela 9ª Caravana da Transformação em MT

O padre Eri contou que um antigo e maior projeto para a nova matriz havia sido feito e aprovado. O espaço abrigaria até 1.600 pessoas sentadas, porém com o desmembramento da paróquia, um projeto tão grande seria desnecessário para a cidade. Dessa forma a planta foi refeita para atender a real demanda da igreja.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.