As 1.000 casas do Residencial Mathias Neves serão entregues nas primeiras semanas de maio. O prazo de entrega, que inicialmente estava marcado para o dia 2 de maio teve que ser prorrogado porque a Caixa Econômica Federal – CEF identificou algumas pendências entre os nomes pré-aprovados. Pendências estas que já estão sendo resolvidas junto a CEF.

Segundo o secretário Municipal de Habitação e Urbanismo, Roberto Carlos Correa de Carvalho, as pendências se referem a algumas documentações em falta ou com problemas, mas que podem ser regularizadas. “Tanto a Prefeitura como a Caixa não pretendem deixar ninguém de fora, por isso, está se fazendo o trabalho o mais rápido possível e com muita transparência”, afirmou o secretário.

Leia também:  Focos de incêndio aumentam e bombeiros solicitam reforço em Rondonópolis

Para regularizar as pendências apontadas pela CEF, a Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo convocou as pessoas para comparecerem ao órgão e apresentarem a documentação exigida pela CEF, e realizou uma força-tarefa para atender a todos. A documentação foi entregue à CEF ainda na sexta-feira (17) e a Secretaria aguarda o retorno.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.