A colheita da soja avança para a sua reta final em Mato Grosso, com 94% de conclusão. Neste momento, parte da atenção dos produtores volta-se para as compras de insumos da próxima safra. As informações são conforme dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária do Estado (Imea).

No entanto, conforme os economistas do Instituto, os custos recordes e as incertezas com relação ao tamanho e a direção dos preços da próxima temporada tornam o ritmo da comercialização dos insumos ainda bastante lento e bem abaixo do que já havia sido negociado até março de 2014. Apesar do alto patamar da paridade de exportação da soja neste momento, devido a escalada do dólar neste mês, o aumento no custo de insumos da safra 15/16 torna a relação de troca dos insumos com a paridade para março de 2016 bastante elevada.

Leia também:  Receita Federal paga nesta segunda (16) o 5º lote de restituição do IR 2017

O atual cenário da safra de soja mato-grossense 15/16 parece indicar altas receitas, mas os altos custos reduzem a margem de lucro, deixando a safra com um alto risco. Assim, o produtor deve revisar seus gastos e aproveitar a alta nas cotações.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.