No país inteiro, os atletas buscam superar suas próprias limitações para irem às Olimpíadas do Rio. Mas uma das melhores fundidas do país, está encarando o ano pré-olímpico um ritmo diferente. Cruz Nonata está em espera. Uma fascite plantar, lesão no pé esquerdo, acabou fazendo com que a fundista reorganizasse seus planos e objetivos na temporada, que não tem o Pan de Toronto, do Canadá. Contudo, ela adianta nada de aposentadoria e rumo aos Jogos 2016.

Melhor brasileira em São Silvestre, multicampeã no Troféu Brasil, medalhista de prata no Pan de Guadalajara 2011 nos 5.000m e 10.000m. Esse é apenas um pequeno resumo dos seus feitos. É difícil parar a piauiense Cruz Nonata, mas uma lesão, inflamação de um tecido na sola do pé, fez com que ela parasse. Por enquanto, garante.

Leia também:  União precisa vencer para ficar com título do sub-19

– Não tenho previsão de voltar a competir, estou na fase de tratamento. Estou correndo atrás de melhorar para voltar firme. Quero reiniciar firme buscar meus objetivos e para isso agora é preciso ter paciência porque é um tratamento longo – afirmou Cruz Nonata.

A primeira competição da piauiense no ano foi a Copa Brasil de Cross Country, que aconteceu no início de fevereiro. Na competição, ela conquistou o título, mas começou a sentir o retorno da lesão.

Assim,  Pan-Americano de Toronto já não é mais viável e a vida segue rumo aos Jogos do Rio, o grande objetivo. Já são dois meses longe das pistas. Essa mesma lesão já a fez parar por um tempo, há dois anos, e agora voltou.

Leia também:  Paranatinga | Atleta de Jiu Jitsu conquista duas medalhas de ouro em campeonato internacional

– Desse Pan-Americano estou de fora porque com certeza não vou ter mais tempo. O tratamento é muito lento. É preciso muita paciência e todos os dias fazer um alongamento que será para a vida toda. Mantenho o foco nas Olimpíadas agora que é o grande objetivo – afirmou Cruz Nonata.

Morando em Brasília onde treina, o momento da despedida guarda a gratidão e a saudade de quem vive longe dos amigos e familiares em um momento delicado. Querendo logo estar voltar aos treinos e competições, Cruz agradece.

– Saudade de todos do Piauí, dos familiares e do carinho de todos daí, só tenho a agradecer pelo apoio – se despede a fundista.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.