As oitivas do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e do ex-deputado estadual José Riva (PSD) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das obras da Copa do Mundo de 2014 já têm data para ocorrer. O peemedebista será ouvido no próximo dia 28, enquanto o depoimento do pessedista ficou agendado para o dia 5 de maio.

No caso de Riva, além de seus advogados, a CPI também precisará notificar o sistema penitenciário do Estado para que autorize e promova o deslocamento dele até a Assembleia Legislativa no dia previsto. O ex-deputado está preso preventivamente desde fevereiro. Ele é acusado de participação em um esquema de desvio de recursos público por meio de licitações fraudulentas.

Leia também:  Setrat atende indicação de vereador e sinaliza ruas do Jardim Serra Dourada

Já o ex-governador Silval Barbosa se colocou à disposição de prestar esclarecimentos aos deputados desde o início da legislatura, quando fez uma visita aos novos deputados estaduais. Na ocasião, o peemedebista já falou sobre alguns projetos para a Copa do Mundo, mas não teria convencido boa parte dos presentes no encontro.

Tanto Riva, quanto Silval e o ex-secretário de Estado Eder Moraes, também convocado para depor no dia 15, devem falar à CPI na condição de testemunhas. O presidente da Comissão, o deputado estadual Oscar Bezerra (PSB), não descarta, todavia, que eles sejam chamados novamente, mas na condição de acusados.
No caso de Silval, já pesa contra ele uma acusação da Controladoria Geral do Estado (CGE) pela responsabilidade sobre o atraso nas obras de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

Leia também:  Idosos e deficientes poderão ser isentos de pagar Zona Azul
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.